Bresser-Pereira, fundador do PSDB, vota em Dilma; Beatriz Segall, eleitora tucana, em Marina

Segundo Luiz Carlos Bresser-Pereira, Dilma Rousseff é “muito melhor que Aécio” em seu comprometimento com os mais pobres. Em manifesto, artistas revelam apoio aos tucanos Serra e Alckmin, mas esquecem presidenciável...

842 0

Segundo Luiz Carlos Bresser-Pereira, Dilma Rousseff é “muito melhor que Aécio” em seu comprometimento com os mais pobres. Em manifesto, artistas revelam apoio aos tucanos Serra e Alckmin, mas esquecem presidenciável

Por Redação

Em artigo publicado no domingo (14), o economista Luiz Carlos Bresser-Pereira, ex-ministro de FHC e um dos fundadores do PSDB, afirma que o que o afastou do partido, que ajudou a fundar, foi a percepção de que deixara de ser um partido de centro-esquerda. Segundo ele, a legenda deu uma “forte guinada para a direita” depois da última eleição presidencial [2010], além de ter abandonado a perspectiva desenvolvimentista e nacional, “para se tornar um campeão do liberalismo econômico”.

Para Bresser-Pereira, o voto em Dilma Rousseff também tem razões ideológicas, “não porque seu governo tenha sido bem sucedido”, escreve, mas porque a atual presidente é quem melhor atende seus critérios de escolha: “o quanto o candidato está comprometido com os interesses dos pobres, e quão capaz será ele e os partidos políticos que o apoiam de atender a esses interesses, promovendo o desenvolvimento econômico e a diminuição da desigualdade”.

Já nesta segunda-feira (15), em evento de apoio às candidaturas do PSDB em São Paulo, Aécio Neves acabou não sendo citado no manifesto escrito por artistas e intelectuais. “Queremos declarar apoio a José Serra para senador e ao governador Geraldo Alckmin como nosso candidato ao governo de São Paulo”, dizia o documento, sem mencionar o presidenciável. Segundo o maestro Amilson Godoy, que ajudou a elaborar o texto, a ausência do nome do candidato tucano à presidência foi por conta de uma “falha de omissão”, um “erro na datilografia”.

Todavia, eleitores tradicionais da sigla já desistiram de Aécio Neves. A atriz Beatriz Segall, por exemplo, manifestou no local do evento sua intenção de votar em Marina Silva (PSB), afirmando ainda que a tentativa do PT em “desconstruir sua imagem” na corrida presidencial fracassará: “Eles não vão conseguir [desconstruí-la]. A Marina é forte”.

Mesmo assim, José Serra diz que o partido não dá a candidatura de Aécio como perdida: “A campanha eleitoral ainda não terminou”.

Foto de Capa: Waldemir Barreto/Agência Senado

 Leia também na Fórum Semanal: O fracasso da candidatura Aécio – depois da queda, o coice



No artigo

x