Marina Silva vai à Justiça contra site de apoio a Dilma

A página Muda Mais se tornou um dos mais importantes canais de comunicação durante a corrida presidencial e agora virou alvo de ataques do PSB.

512 1

TSE determinou fechamento da página Muda Mais, que se tornou um dos mais importantes canais de comunicação durante a corrida presidencial e agora virou alvo de ataques do PSB

Por Redação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) acatou o pedido da coligação da candidata do PSB à Presidência, Marina Silva, em retirar do ar o site Muda Mais, criado por militantes do PT para apoiar a candidatura à reeleição da presidenta Dilma Rousseff. A decisão foi dada nesta terça-feira (16) pelo ministro Herman Benjamin.

A página tem se tornado um dos canais de comunicação mais atuantes e influentes na disputa pelo Palácio do Planalto. Entre outras ações, o site foi um dos responsáveis por denunciar os casos de plágio ocorridos no programa de governo da pessebista, que teria copiado trechos inteiros de um artigo acadêmico publicado na Revista USP em 2011. Além disso, segundo as informações do Muda Mais, o plano de governo do ex-presidente Lula, de 2006, também teria sido plagiado.

Incomodada com a repercussão dessas e outras notícias, a coligação Unidos Pelo Brasil, da ex-senadora, entrou com uma liminar na Justiça para retirar o site do ar, alegando que se trata de propaganda irregular, uma vez que a presidenta já possui uma página oficial. A multa requerida, em caso de descumprimento, é de R$ 50 mil por dia. Os representantes do Muda Mais devem recorrer da decisão do TSE.

Foto de capa: Reprodução



No artigo

1 comment

  1. Eduardo Responder

    Haha… seguindo esta linha, militantes deveriam ter seus perfis de facebook, twitter e etc bloqueados também. Ditadura Marina? Começou a nova política.


x