“Coerência e sinceridade não são atributos de Marina”, diz Rui Falcão

Presidente nacional do PT rebate informações falsas do programa eleitoral de Marina Silva e diz que partido entrará com pedido de direito de resposta.

288 0

Presidente nacional do PT rebate informações que considera falsas do programa eleitoral de Marina Silva e diz que partido entrará com pedido de direito de resposta

Por Redação

Em entrevista coletiva realizada nesta quarta-feira (24), em Brasília, o presidente nacional do Partido dos Trabalhadores (PT), Rui Falcão, anunciou que o setor jurídico da campanha da presidenta Dilma Rousseff ingressará com dois pedidos de direito de resposta no Tribunal Superior Eleitoral (TSE),contra os candidatos Marina Silva (PSB) e Aécio Neves (PSDB).

Aos jornalistas, Falcão afirmou que a campanha de Marina “partiu para a baixaria”. Na propaganda eleitoral da última terça-feira, a candidata pessebista teria insinuado suposta responsabilidade de Dilma no caso da refinaria de Pasadena, nos Estados Unidos, sendo que o fato já havia sido descartado pelo Tribunal de Contas da União (TCU) em julho deste ano. “Embora nem coerência nem sinceridade sejam atributos muito visíveis da candidata, temos visto ela ultrapassar limites e surpreender até seus críticos mais ferrenhos”, disse.

Falcão destacou que a campanha de Dilma tem se centrado no debate de ideias. “Nós sempre falamos a verdade, de cara limpa, rosto aberto, sem nos escondermos de fatos e argumentos. Ela [Marina Silva] que mentiu sobre o desmatamento. Foi ela que mentiu quando disse que nos contratos sobre suas palestras havia acordo de confidencialidade, quando na verdade isso nunca existiu, conforme disseram seus próprios clientes”, pontuou.

O coordenador jurídico da campanha de Dilma, Flávio Caetano, explicou que o partido também ingressará com uma ação contra o candidato Aécio Neves devido a falsas declarações dadas à população sobre o Porto de Mariel, em Cuba. “O pedido de direito de resposta é uma maneira de tentar dar um basta a esse tipo de campanha de baixo nível”, complementou Rui Falcão.

Foto de capa: Sheyla Leal / Agência PT 



No artigo

x