João Santana vai processar Fernando Meirelles por tê-lo comparado a ministro nazista

Marqueteiro da campanha de Dilma Rousseff declarou que o cineasta "passou dos limites"

1419 16

Marqueteiro da campanha de Dilma Rousseff declarou que o cineasta “passou dos limites”

Por Redação

O responsável pelo marketing da campanha de Dilma Rousseff (PT), João Santana, declarou que vai processar o cineasta Fernando Meirelles por tê-lo comparado, em entrevista, ao ministro da Propaganda do regime nazista, Joseph Goebbels. De acordo com Santana, Meirelles “passou dos limites”.

Em entrevista ao jornal Folha de São Paulo, Fernando Meirelles replicou a frase que, segundo ele, foi dita por outra pessoa. “Dilma prometeu que faria o diabo na campanha e ao menos esta promessa está cumprindo. Até amigos petistas se dizem constrangidos com a truculência desleal. Outro dia li uma frase que resume bem esta campanha do PT: ‘uma mentira repetida mil vezes torna-se verdade’, a frase vinha assinada por João ‘Goebbels’ Santana. Foi na mosca, é exatamente dali que vem a inspiração do marqueteiro-mor. Como se pode votar numa candidata cujo principal colaborador é um marqueteiro que lhe aconselha a mentir e ela obedece”, disse Meirelles ao jornal.

O diretor de Cidade de Deus não é o primeiro ligado à campanha de Marina Silva que compara a campanha petista aos nazistas. O vice de Marina na chapa presidencial, Beto Albuquerque, fez, recentemente, a mesma analogia ao dizer que o PT “usa os mesmos recursos de Goebbels para vencer a eleição a qualquer preço”.

Foto: Pipoca Gigante



No artigo

16 comments

  1. rita de lira roque Responder

    carai…este povo nada pode ser dito que querem processar ?? A Rosemary Noronha daqui a pouco também vai dizer que todos mentem, que ela não tem caso com o Lula e vai querer processar a imprensa.

    1. Ana Sales Responder

      Isto que é viver num estado democrático de direitos. Todos podem dizer o que querem, mas tem a justiça pra corrigir qdo houver excessos.

    2. Ana Maria Responder

      Você não tem ideia do que essa afirmação significa? Comparar alguém ao nazismo é de uma irresponsabilidade sem tamanho. Por outro lado, liberdade de expressão não significa que você possa dizer o que quer sem qualquer reação. Ao chamar um negro de macaco eu uso meu “direito” de expressar o que quiser, mas me deparo com um limite.
      Há outros exemplos que caberiam aqui. Mas, no caso do nazismo, tem gente que, talvez por desconhecer do que se trata, acusa qualquer discurso que lhe desagrade como sinônimo do mesmo. Racismo, eugenia, terror, massacre, extermínio… nenhum partido político ou ideologia deste país pode ser comparado ao nazismo. Irresponsável, é o mínimo que se pode dizer deste cineasta.

  2. Isabel Santana Responder

    Meirelles até CTU Marinou, olha mentira “estorinha” é coisa da Malafarina.

  3. Fernando Zarakauskas Responder

    O grande problema da queda da Marina nas pesquisas de intenção de votos para presidente não deve responsabilizar o marqueteiro de Dilma pela reversão de posição do ranking eleitoral a favor desta, e sim a assessoria da Marina em São Paulo que faz de tudo para maltratar os apoiadores de Marina que a procuram neste comitê eleitoral da Vila Clementino, como foi o caso de minha visita ao local numa hora de almoço que não tinha uma alma viva da assessoria de comunicação no local para me atender sobre assunto de apoio à marina. Mas a atendente que me recebeu me encaminhou para uma tal de Débora Ribeiro que estava de plantão enquanto os bem remunerados assessores principais enchiam a barriga durante o período em que mais deveriam estar lá, pois neste horário é que as pessoas dão uma fugida de seus serviço para poderem apoiar a candidata, que agora está caindo feio na disputa com Dilma. Deveria o PSB e a REDE de SUSTENTABILIDADE perceber estes deslizes imperdoáveis, que levarão à vitória de Dilma, de maneira até muito tranquila. Já por duas vezes a Marina perde eleição devido a este problema que ela não identifica nunca. Teve oportunidade de o PV lançá-la candidata a Prefeita de São Paulo em 2012, mas a burrice da assessoria da presidência do partido negou a ela a legenda para tal finalidade. Daí a Marina resolveu deixar o PV, como eu mesmo fiz, e começou a montar o partido da Rede. Mas novamente a assessoria dela falhou feio, e não conseguiu o intento e para ela não deixar a frente dos holofotes de mídia, aceitou ser candidata a vice na chapa do Eduardo Campos. A tragédia dele deu ensejo para Marina sair candidata à presidência. e agora novamente ela está em vias de perder uma eleição antecipadamente ganha.e ficar fora da mídia até as eleições de 2016.
    Espero que Marina tenha isto como lição e se o partido dela sair e for homologado pelo TSE, pode sair candidata contra o Fernando Hddad para chegar à Prefeitura de São Paulo, que não tem jeito dela perder.
    Está claro que o Haddad está fazendo as ciclovias, não para ele sair candidato a reeleição como prefeito e sim como governador do estado para substituir Alkmim, que deverá em 2018 disputar a presidência. Esta análise superficial é de minha opinião pessoal. A livre expressão de pensamento permite-me fazer esta avaliação.

  4. vinicius araujo Responder

    Um mentira repetida varia vezes torna verdade. Não precisa de mil mas poucas para continuar no poder. Os marqueteiros utilizam esta maxima pois vejam as propagandas politicas.

  5. Erubson Responder

    Triste nação aquela em que o povo é mantido na escuridão da ignorância a e portanto não sabe pensar por si próprio. Não lê, quando lê não entende e não interpreta e aceita tudo o que diz aquele que porcamente o sustenta através bolsas esmola. E os exorbitantes impostos vão para o exterior da corrupção,vide petrobras! Enquanto isso o povo tupiniquim elege dirigentes em troca da compra da nossa dignidade. E fingimos estar tudo bem. Parabéns ao marqueteiro!

  6. joao claudio de oliveira Responder

    Agora nao e hora disso, deixe isso para eventual pos eleiçao VAMOS GANHAR ESSA COM TIA DILMA EU VOTO NA TIA DILMA.

  7. José Carlos Vieira Filho Responder

    Ora! Quem financia as produções cinematográficas do moço? Moreira Salles (Itaú)?

  8. edu Responder

    fica com teus filminhos

  9. Paulo Responder

    O Fernando Meirelles acertou na mosca.
    Está coberto de razão.

  10. Rubens Santana Responder

    Esse comentário serve para o Meirelles e para o PIG – PARTIDO DA IMPRENSA GOLPISTA(globo, jovem pan,veja, folha,band,sbt… ): NO DOS OUTROS É COLÍRIO… .

  11. Zuka Responder

    ô Ana Sales, “excesso” é quebrar Petrobras, ter a cúpula do governo na prisão, maquiar contas publicas e ai vai…

  12. Raimundo Júnior Responder

    Engraçada a mídia, não é? Dizer que a Presidente da República mente e usa métodos nazistas na campanha não é ser agressivo, mas, dizer que Marina atrasou obras importantes, como Belo Monte, não tem palavra, como aconteceu com o apoio ao movimento LGBT e que tem uma banqueira como uma das principais idealizadoras do modelo econômico, isso é ser agressivo! Resumindo, falar qualquer barbárie contra Dilma, Lula ou PT tem a “licença poética” da mídia!

  13. Balthazar Responder

    Se esse Meirelles fosse um bom cineasta mesmo, estaria nos EUA ou Europa. Mas como é um “fazedor de filmes de terceira”, está fazendo bicos na globo e Marina, prá ganhar uns cascalhos… Ele deve fazer brilhar a estrela dele, mas como ele não tem…

  14. Jorge Responder

    A vezes ficou assustado com o povo brasileiro tantos protestos para sacaniar a vida da população, quanto sofrimento pra que? Pra chegar nas eleições e fazer merda novamente, e como diz a música Brás
    Brasil mostra sua cara


x