Homem anuncia ‘ataque terrorista’ em hotel de Brasília

Sequestrador fez um funcionário como refém e fala em política, pedindo, entre outras coisas, “a queda da Dilma”.

942 11

Sequestrador fez um funcionário como refém e fala em política. Ele pede, entre outras coisas, “a queda da Dilma”

Por Redação

Nesta segunda-feira (29), um funcionário do hotel Saint Peter, no centro de Brasília, foi algemado e vestido com um colete de dinamites por um homem que se fez passar por hóspede do estabelecimento. O suspeito estava armado. Ele fez check-in por volta das 7h30 e, às 8h, subiu para o 13º andar anunciando um suposto ataque terrorista. Agentes do Corpo de Bombeiros e das polícias Civil e Militar isolaram a área e retiraram os cerca de 300 hóspedes que estavam no local.

O delegado responsável pelo caso, Marcelo Fernandes, disse que o sequestrador já foi identificado, mas não revelou o nome dele. Segundo informações, o suspeito seria ligado à Secretaria Municipal de Agricultura de Combinado, no Tocantins. Nas negociações, não fala em dinheiro, mas em questões políticas. Ele pede, entre outras coisas, “a queda da Dilma”. A interlocução com o sequestrador é feita por três negociadores da polícia.

Foto de capa: Polícia Civil / Divulgação

 



No artigo

11 comments

  1. Fábio de Oliveira Ribeiro Responder

    Não é de hoje que a imprensa ataca sistematicamente o PT para tentar influenciar eleições ou, no mínimo, para beneficiar eleitoralmente o PSDB. O fenômeno ficou tão evidente que já acarreou a publicação de alguns livros. A Ditadura Continuada – Fatos, factoides e partidarismo da imprensa na eleição de Dilma Rousseff, de Jackson de Alencar, publicado pela editora Paulus, é uma das melhores e mais bem fundamentadas obras sobre o assunto.
    Até a presente data a imprensa nunca tratou a corrupção do PSDB (Mensalão Tucano de Minas Gerais, Roubalheira do Metrô em São Paulo) com a mesma insistência e virulência dispensou ao caso do Mensalão Petista e as suspeitas de superfaturamento da refinaria de Pasadena. O tratamento diferenciado e discriminatório que a imprensa a dá aos petistas em relação aos tucanos não é casual, nem apenas fruto da liberdade de imprensa. As virtudes dos governos Lula e Dilma raramente são noticiadas pelos grandes veículos de comunicação. Os jornalistas e telejornalistas fazem de tudo para criar uma imagem exageradamente negativa do PT, preservando a aura de compromisso republicano do PSDB.
    Reinaldo Azevedo, Olavo de Carvalho, Diogo Mainardi, Rachel Sheherazade, Danilo Gentili, Demétrio Magnoli e Rodrigo Constantino nunca demonstraram qualquer compromisso com a isenção jornalística ou com a ética profissional. Muito pelo contrário. Há centenas de textos produzidos por eles pregando abertamente o ódio ao PT, aos petistas e ao petismo.
    O ódio político é a matriz do terrorismo, o jornalismo engajado é sua principal ferramenta. É por isto que podemos dizer que o terrorismo praticado pelos jornalistas diariamente nos últimos anos deu seu primeiro fruto. Refiro-me ao sequestrador que aterroriza um Hotel em Brasília exigindo a queda de Dilma Rousseff para libertar os reféns que fez.
    É criminosa a atitude do rapaz que pretende violentamente influenciar o resultado da eleição presidencial. As autoridades devem tratá-lo com rigor, mas dentro da Lei. O sequestrador não precisa ser abatido a tiros, nem tampouco espancado ou humilhado. Ele precisa ser convencido a se entregar, contido de maneira civilizada e preso como um criminoso qualquer. Depois, ele responderá processo crime na forma da Lei pelos atos que praticou. Mas isto não basta.
    Os jornalistas que instigam o ódio ao PT ajudaram a fazer a cabeça do seqüestrador. Eles também devem responder pelos seus atos. Eles são, de certa maneira, os co-autores intelectuais do crime que ele cometeu. Caso os articulistas e jornalistas em questão não respondam pelo ódio que instigam e que se tornou real, episódios semelhantes virão a ocorrer com consequencias nefastas para a paz pública no país.

    1. jana Responder

      Parabéns pelo comentário, Fábio. Perfeito.

    2. Carol Responder

      Comentário muito pertinente Fábio de Oliveira. Você tem razão, pena que a maioria ignora os fatos ou finge não entender o óbvio!

      1. fabio noronha Responder

        Nada justifica um ato desse ! porém da para perceber que o cidadão acima é eleitor de Dilma, Amigo vamos aguardar o desenrolar dos fatos ! isso não é hora de fazer politica.

    3. MICAEL CARDOSO Responder

      Os jornalistas que instigam o ódio ao PT ajudaram a fazer a cabeça do seqüestrador. Eles também devem responder pelos seus atos.

      vc então quer processar e prender os jornalistas, comediantes por criticar um governo????
      isso pra mim é ditadura.

      Se o governo da Dilma estivesse bom, não teria muita gente revoltada com ela.

    4. Nelio Responder

      O comentário acima demonstra a total inversão de valores que assola nosso país. Quem denuncia ladrão e corrupto agora é taxado de criminoso. É impossível demonstrar ódio a essa corrupção nojenta que esta destruindo esse país e não citar o PT. Amo o meu país, e não sou comentarista profissional. Tenho emprego e não vivo as custas do dinheiro publico.

  2. Djalmir Souza Responder

    Isso ainda vai dar o que falar. Como saber o que de fato ocorreu!? Oposição ou um louco qualquer? Vésperas das eleições, todos com os nervos e sentidos à flor da pele, enfim, só nos resta aguardar…

  3. felipe Responder

    assistindo a GNews aqui na cobertura do “sequestro terrorista”…
    na ultima hr e meia, nada de falar-se sobre a motivação ou as exigências do sequestrador….

    mas até o JN já vai ter dado tempo da imprensa perverter o ocorrido de modo a representarem seus interesses!
    apostam?

  4. Um estranho no ninho Responder

    Muito bem, Sr. Fábio de Oliveira Ribeiro.
    De fato, esses jornalistas, que na maioria deles, não mais estão em evidências, nas mídias tradicionais, e só o fazem através de seus sites. Muito estranho isso, ou não é?!! Outros tantos jornalistas, também desapareceram completamente. São porque eles eram contra o PT??!! Nunca disseram isso. Condenaram a quadrilha que estabeleceu no poder. Vc sabe quantos sindicalistas, que quase nem sabem escrever e estão ocupando cargos no Governo??!! São somente 22.000, por enquanto. Além é claro dos mesmos nas estatais. Digo isto, porque tinha parentes que se aposentaram na Petrobrás, por exemplo. E sempre nos contavam, desesperados, pois se orgulhavam da empresa que trabalhavam e assistiram vários desmandos desse pessoal.
    Dizer as verdades, seja ela qual for, tem de ser dito, porque o jornalismo está aí exatamente para isso. Os casos todos do metrô de sp etc. também estão na Justiça.
    Não sou partidário do PSDB, muito pelo contrário, acho que o FHC entregou o Brasil. Não simpatizo com o Alckimin. Mas não é por isso que vou aceitar os desmando de dinheiros nas cuecas, os mensalões, agora o petrolão, além é claro da vergonha que é os superfaturamentos, das obras do PAC.
    E o presidente ou a presidente não sabem de nada nunca. Ora, se um presidente de qualquer empresa não souber o que está acontecendo com sua empresa é sumariamente demitido e ponto final.
    Fora o que nunca é noticiado. Para se saber o que realmente está se passando no Brasil, precisamos assistir as TV´s estrangeiras.

  5. Flavio Sória Responder

    Necessário ciência para aprofundar abordagem, para não cairmos no comentário a partir de perspectivas. Psicólogos, antropólogos, etc, vamos a campo alcançar a reflexão necessária e garantir um estado livre, laico, soberano.


x