Carro com família dentro é atacado por ter adesivo de Dilma

Antonio Felipe Gonçalves é servidor público em Brasília. No sábado (1), saiu de carro com a família para almoçar. Estavam com ele no veículo a esposa, a sogra e a filha de seis anos; os quatro foram covardemente agredidos por manifestantes enfurecidos.

856 3

Antonio Felipe Gonçalves é servidor público em Brasília. No sábado (1), saiu de carro com a família para almoçar. Estavam com ele no veículo a esposa, a sogra e a filha de seis anos; os quatro foram covardemente agredidos por manifestantes enfurecidos

Por Blog da Cidadania

Apesar de a eleição presidencial de 2014 ter acabado, o PSDB, partido do candidato derrotado Aécio Neves, recusa-se a aceitar a derrota. Além de estar pedindo recontagem dos votos, no último sábado promoveu manifestações em várias capitais. Em ao menos uma delas, os manifestantes apelaram para ato violento e criminoso.

Ao longo do processo eleitoral, este Blog relatou o caso do cadeirante Enio Barroso, agredido por quatro homens em uma SUV que, vendo-o com camiseta e broche do PT, exigiram que se despisse de tais símbolos e, diante de sua recusa, agrediram-no fisicamente. Agora, apesar do fim da eleição, o relato que você lerá a seguir mostra que o clima de guerra civil continua.

carro
Os manifestantes chutaram a lataria e atiraram uma pedra no carro, ferindo uma das passageiras

Lamentavelmente, apesar do término do processo eleitoral, a violência continua. Antonio Felipe Gonçalves (32) é servidor público em Brasília. No sábado (1/11), saiu de carro com a família para almoçar. Estavam com ele no veículo a esposa, a sogra e a filha de seis anos. Os quatro foram covardemente agredidos por uma horda enfurecida.

O veículo de Antonio tem no vidro traseiro um adesivo da campanha de Dilma Rousseff. Ao passar por manifestação que, segundo o jornal Correio Brasiliense, foi convocada naquela cidade pelo advogado Matheus Sathler, candidato a deputado distrital pelo PSDB na eleição deste ano, o veículo foi cercado e depredado.

Enquanto os manifestantes tucanos chutavam a lataria do carro e insultavam a família, encurralada lá dentro, as duas mulheres e a criança entraram em pânico. A certa altura, um dos manifestantes atirou uma pedra contra a janela dianteira do passageiro e a quebrou, ferindo a esposa de Antonio no braço.

 

 

Leia, abaixo, o relato de Antonio no Facebook.

antonio

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Para ler a matéria completa, clique aqui.

 



No artigo

3 comments

  1. Carlos Responder

    Polícia? Petista agora quer a polícia? Não zombam de policiais mortos pelos pobres bandidos? Quem quebrou o vidro pode ser policial.

    1. Carlos Felix Responder

      Cara tu tá louco?? Quem disse que petista zomba de policial morto ,coxinha maluca?

    2. apd Responder

      não seja ridiculo, policia é só pra quem precisa de policia!!!!!! os bandidos!!!!!!


x