Aécio Neves critica manifestações por intervenção militar e impeachment

“Respeito a democracia e qualquer utilização dessas manifestações no sentido de qualquer tipo de retrocesso à democracia terá a nossa mais veemente oposição”, afirmou o tucano  Por Redação...

563 2

“Respeito a democracia e qualquer utilização dessas manifestações no sentido de qualquer tipo de retrocesso à democracia terá a nossa mais veemente oposição”, afirmou o tucano 

Por Redação

De acordo com informações da Agência Senado, por volta das 15h dessa terça-feira (4), o senador mineiro Aécio Neves (PSDB), derrotado nas urnas na disputa  pela Presidência da República, voltou ao Congresso Nacional onde foi recepcionado na entrada por cerca de 350 pessoas, entre jornalistas, aliados e militantes aos gritos de “Aécio!”, “presidente!” e “fora PT!”. O grupo também cantou o Hino Nacional, acompanhado por Aécio que, emocionado, também chorou.

O tucano afirmou que fará uma “oposição sem trégua“, todavia, criticou qualquer iniciativa antidemocrática (como intervenção militar) ou tentativa de impeachment da presidente, tão entoada por antipetistas nos últimos dias. “Respeito a democracia e qualquer utilização dessas manifestações no sentido de qualquer tipo de retrocesso à democracia terá a nossa mais veemente oposição. Fui o candidato da liberdade, da democracia”, declarou Aécio já dentro do Senado.

“Quando o governo olhar para a oposição, eu sugiro que não contabilize mais o número de assentos na Câmara. Olhe bem e vai encontrar mais de 51 milhões de brasileiros que vão estar vigilantes. Somos hoje um grande exército a favor do Brasil, que vai fazer a oposição que a opinião pública determinou que fizéssemos”, afirmou Aécio.

* Com informações de Último Segundo e Jornal GGN



No artigo

2 comments

  1. Valquíria Responder

    Como , meu que-ri-do ? Se foi vossa excelentíssima pessoa que colocou em xeque o resultado do pleito passado ? Vai ser cínico lá na casa do kr alho ?

  2. Paulo Responder

    na verdade ele não “critica manifestações” como diz o título lá em cima. Ele disse que “qualquer utilização dessas manifestações no sentido de qualquer tipo de retrocesso à democracia etc e tal”. Ele se posicionou contra à utilização das manifestações, o que significa exatamente… nada.


x