EUA terão cem mulheres no Congresso pela primeira vez na história

Marca será atingida ainda neste ano, com a posse da democrata Alma Adams na Câmara dos Representantes

437 0

Marca será atingida ainda neste ano, com a posse da democrata Alma Adams na Câmara dos Representantes

Por Vitor Sion, no Opera Mundi

Como resultado das eleições desta terça-feira (04/11), os Estados Unidos chegarão a uma marca histórica: pela primeira vez o Congresso terá ao menos cem mulheres em suas 535 cadeiras (435 na Câmara dos Representantes e cem no Senado).

O feito será alcançado ainda neste ano, pois a democrata Alma Adams venceu uma eleição especial na Carolina do Norte, para substituir Mel Watt, que foi nomeado diretor da FHFA (Agência Federal de Financiamento de Habitações). Por esse motivo, Alma não precisará esperar janeiro de 2015, data da posse dos eleitos ontem, para assumir seu cargo na Câmara dos Representantes.

Até o momento, havia 99 mulheres no Congresso, sendo 76 democratas e 23 republicanas. O aumento da presença feminina no Parlamento norte-americano aconteceu especialmente nas duas últimas décadas, após a criação, em 1985, da “Emily´s List”, iniciativa que arrecada fundos para a campanha de mulheres do Partido Democrata.

O número exato de mulheres no Congresso a partir do próximo ano, no entanto, ainda não está definido, pois depende do final da apuração de todos os estados.

Independentemente do resultado, as mulheres foram protagonistas do pleito desta semana. Isso porque os democratas apostavam no voto feminino para evitar a derrota para os republicanos, em especial nos estados de Colorado, Virgínia, Kentucky e Iowa. No entanto, a estratégia não funcionou e a oposição ao presidente Barack Obama agora tem o controle das duas casas do Congresso do país.

Foto: Post

 



No artigo

x