Internautas fazem campanha contra a ‘gordofobia’ após insultos de PM

Policial militar xingou modelos plus size de "porcarias", "leitoas", "criaturas bizarras", "quarteto bacon" e "saco de toucinho"; campanha na internet pede fim do preconceito.

1052 0

Policial militar xingou modelos plus size de “porcarias”, “leitoas”, “criaturas bizarras”, “quarteto bacon” e “saco de toucinho”; campanha na internet pede fim do preconceito

Por Redação

gordofobia2
Internautas publicam fotos em solidariedade às modelos

Um grupo de internautas aderiu à campanha contra a ‘gordofobia’, depois da repercussão envolvendo comentários preconceituosos de um policial militar em Brasília. Na última semana, quatro misses plus size tiraram fotos de lingerie em frente ao Congresso Nacional para protestar contra a discriminação sofrida por elas.

Em seu perfil pessoal no Facebook, o policial publicou uma mensagem ironizando o ato, na qual chamou as modelos de “porcarias”, “leitoas”, “criaturas bizarras”, “quarteto bacon” e “saco de toucinho”. “Pra mim, gorda serve apenas como ponto de referência”, escreveu. A publicação foi apagada, mas usuários da rede copiaram e divulgaram a imagem como forma de repúdio.

Diante dos xingamentos, milhares de mulheres, homens e até crianças passaram a publicar fotos com o dedo indicador nos lábios, pedindo silêncio contra o preconceito. O gesto difundido nas redes sociais é o mesmo feito pelas modelos no ensaio fotográfico em Brasília. A corregedoria da PM apura a conduta do policial e diz que tomará as providências ‘de acordo com a lei’.

Fotos: Reprodução / Facebook



No artigo

x