Caso Petrobras: Baiano diz que negocia desde governo FHC

Lobista afirmou, em depoimento à Polícia Federal, em Curitiba, que começou a fazer negócios ilícitos com a Petrobras em 2000, durante governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso.

715 0

Lobista afirmou, em depoimento à Polícia Federal, em Curitiba, que começou a fazer negócios ilícitos com a Petrobras em 2000, durante governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso

Por Redação

O lobista Fernando Soares, conhecido como Fernando Baiano, afirmou, na última sexta-feira (21), ter feito negociações em um esquema na Petrobras, mas nunca em benefício de partidos, segundo informou seu advogado, Mário de Oliveira Filho. As declarações foram dadas durante depoimento à Polícia Federal, em Curitiba. Baiano está preso desde terça-feira, quando se entregou após quatro dias foragido.

Na ocasião, ele afirmou ainda que começou a fazer negócios com a Petrobras em 2000, durante o governo do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. À época, Baiano teria intermediado serviços para uma empresa espanhola para a manutenção de termoelétricas. Apontado como operador do PMDB no esquema, ele disse no depoimento desta sexta que chegou a receber pedido de Alberto Youssef para que fizesse operações para campanhas políticas, mas teria se recusado.

A Operação Lava Jato investiga um esquema de lavagem de dinheiro que teria movimentado cerca de R$ 10 bilhões e provocou desvio de recursos da Petrobras. A nova fase da operação policial teve como foco executivos e funcionários de nove grandes empreiteiras que mantêm contratos com a estatal.

Foto de capa: Reprodução/YouTube



No artigo

x