Tunísia escolhe presidente em primeira eleição direta da história

Essa é a primeira eleição presidencial livre e democrática da Tunísia e marca a etapa final do processo de transição política reivindicado pela Primavera Árabe, em 2011.

636 0

Essa é a primeira eleição presidencial livre e democrática da Tunísia e marca a etapa final do processo de transição política reivindicado pela Primavera Árabe, em 2011

Por Redação

Cerca de 5,3 milhões de tunisianos foram às urnas neste domingo (23) para escolher o novo mandatário do país. Essa é a primeira eleição presidencial livre e democrática da Tunísia e marca a etapa final do processo de transição política reivindicado pela Primavera Árabe, em 2011.

Entre os 27 candidatos, há dois favoritos: Moncef Marzuki, atual presidente interino do país, e Beji Caid Essebsi, representante laico do principal partido secular – o Nidá Tunis. A Tunísia teve apenas dois presidentes desde 1956. O primeiro foi Habib Burguiba, deposto em 1987, após um golpe de Estado liderado por seu premiê, Zine El-Abidine Ben Ali. Já este ocupou o cargo até janeiro de 2011, quando foi derrubado pelo levante que inspirou outros países do norte da África, como Líbia e Egito.

Com o resultado da eleição, a Tunísia será o primeiro país da Primavera Árabe a ter completado sua fase de transição rumo à democracia. O vencedor deste pleito terá um mandato de cinco anos, que poderá ser renovado apenas uma vez. Se ninguém obtiver maioria absoluta, o segundo turno está previsto para ocorrer até o dia 31 de dezembro.

Foto de capa: Reprodução/YouTube



No artigo

x