Polícia dos EUA mata menino que brincava com arma de brinquedo

Tamir Rice, de doze anos, estava em um parque de Cleveland quando tudo aconteceu; o vice-chefe de polícia da cidade afirmou que o garoto não fez ameaças verbais nem apontou a arma para os policiais.

366 0

Tamir Rice, de doze anos, estava em um parque de Cleveland quando tudo aconteceu; o vice-chefe de polícia da cidade afirmou que o garoto não fez ameaças verbais nem apontou a arma para os policiais

Por Redação | Foto: Arquivo da família

No último sábado (22), a polícia de Cleveland, em Ohio, nos Estados Unidos, matou com dois tiros no peito o menino Tamir Rice, de doze anos, depois que ele desobedeceu a ordem para levantar as mãos, dada pelos policiais.

Segundo testemunhas e autoridades locais, o garoto, que era negro, brincava em um playground com uma arma de brinquedo. Uma pessoa teria ligado para a polícia e avisado sobre o fato, dizendo, entretanto, que não era possível saber se o artefato que Tamir apontava para os transeuntes era real ou apenas um simulacro.

Dois policiais foram ao local para verificar. Um deles estava em seu primeiro ano de serviço na polícia e outro tinha mais de dez anos de experiência. Ambos estão afastados das ruas e um inquérito foi aberto para investigar o caso.

O vice-chefe de polícia de Cleveland, Ed Tomba, disse que o menino foi baleado após sacar a arma falsa de sua cintura. Ele morreu mais tarde no hospital. Tomba afirmou ainda que o garoto não fez ameaças verbais nem apontou a arma para os policiais. Ele classificou o fato como “muito trágico”.

Foto: Reprodução



No artigo

x