Políticos, empresários e imprensa: Quantos interesses cabem na Operação Lava Jato?

A operação da Polícia Federal tem estampado diariamente as manchetes de jornal e pautado discussões de norte a sul do país. Mas o que existe por trás da superexploração do tema na mídia? E...

481 0

A operação da Polícia Federal tem estampado diariamente as manchetes de jornal e pautado discussões de norte a sul do país. Mas o que existe por trás da superexploração do tema na mídia? E quais são os interesses ainda não revelados de muitos dos que se dizem ‘contra a corrupção’?

Por Maíra Streit

A operação Lava Jato, da Polícia Federal, tem concentrado todas as atenções do país nas últimas semanas. A dimensão e a complexidade das investigações mostram que o episódio pode ser uma oportunidade única para discutir a corrupção no Brasil de forma definitiva. Mas, para isso, é preciso saber separar os inúmeros interesses por trás dessa teia de acontecimentos, que se tornou o tema preferido das manchetes de jornal.

De um lado, temos um fato: mudar os paradigmas da corrupção brasileira é um desafio que por vezes parece instransponível, mas que precisa ser enfrentado. A população, mais amadurecida nos debates sociais, está atenta para a necessidade de uma mudança profunda no sistema político vigente e sabe que ela não será feita da noite para o dia.

No entanto, a prisão de mais de 20 grandes executivos ligados a 9 das maiores empresas do país, na sétima fase da operação, aponta que a impunidade está deixando de ser a principal regra do jogo e que estamos caminhando para o combate a essa chaga que atravessa séculos: a cultura do ‘jeitinho brasileiro’ e das negociações por baixo dos panos.

Esta reportagem faz parte da edição 175 da Revista Fórum Semanal, para assinar e continuar lendo, clique aquiContribua com um jornalismo independente. 



No artigo

x