Caso Ferguson: Policial que matou jovem negro pede demissão

Wilson argumentou que temia por sua segurança e de seus colegas com a repercussão que o caso tomou, depois que a Justiça resolveu não indiciá-lo pela morte de Michael Brown.

361 1

Wilson argumentou que temia por sua segurança e de seus colegas com a repercussão que o caso tomou, depois que a Justiça resolveu não indiciá-lo pela morte de Michael Brown

Por Redação

O policial Darren Wilson, que matou o jovem negro Michael Brown em agosto deste ano, pediu demissão do Departamento de Polícia de Ferguson. A morte de Brown acirrou a tensão racial nos Estados Unidos e provocou uma onda de manifestações em várias cidades do país. A renúncia foi feita nesse domingo (30), mas já havia sido anunciada pelo advogado do policial um dia antes.

Wilson argumentou que temia por sua segurança e de seus colegas com a repercussão que o caso tomou, depois que a Justiça resolveu não indiciá-lo pelo disparo que matou o jovem. Em entrevista à imprensa, o prefeito do subúrbio de Saint Louis, James Knowles, destacou novas medidas para trazer mais negros para a força policial de Ferguson e afirmou que Wilson sairá da corporação sem receber qualquer indenização após seu pedido de demissão.

Foto de capa: Reprodução / YouTube



No artigo

1 comment

  1. Carlos Responder

    Perderam um bom policial é como no Brasil, milhares de policiais bons são perdidos devido a esse vitimismo absurdo.


x