ONU lança cartilha para promover direitos de pessoas LGBT no mercado de trabalho

O coordenador-residente do Sistema das Nações Unidas no Brasil, Jorge Chediek, cobrou “cuidado e atenção especial” dos empregadores para que a população LGBT seja cada vez mais respeitada em seu local de trabalho.

904 0

O coordenador-residente do Sistema das Nações Unidas no Brasil, Jorge Chediek, cobrou “cuidado e atenção especial” dos empregadores para que a população LGBT seja cada vez mais respeitada em seu local de trabalho

Por Redação

Foi lançado na última sexta-feira (12), no Rio de Janeiro, o guia Promoção dos Direitos Humanos de Pessoas LGBT no Mundo do Trabalho. A publicação é uma iniciativa da Organização das Nações Unidas (ONU) e apresenta dez compromissos e desdobramentos que as empresas e empregadores podem desenvolver para enfrentar o preconceito contra lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e transgêneros (LGBT). O manual tem 80 páginas e foi elaborado em parceria com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e o programa das Nações Unidas sobre Aids e HIV (Unaids).

O coordenador-residente do Sistema das Nações Unidas no Brasil, Jorge Chediek, cobrou “cuidado e atenção especial” dos empregadores para que a população LGBT seja cada vez mais respeitada em seu local de trabalho. “A exclusão que [transexuais] sofrem desde a infância e a adolescência impede que tenham, muitas vezes, educação de qualidade, formação profissional e/ou oportunidade de inserção no mercado. Por outro lado, mesmo quando têm qualificação adequada, sofrem discriminação e têm seus direitos limitados”, afirmou Chediek durante o lançamento do manual.

Foto de capa: Divulgação



No artigo

x