Moçambique reafirma: homossexualidade não é crime

Novo código penal revoga duas leis da época de colônia que aplicavam medidas de segurança “aos que se entregassem habitualmente à prática de vícios contra a natureza” Por Redação...

706 0

Novo código penal revoga duas leis da época de colônia que aplicavam medidas de segurança “aos que se entregassem habitualmente à prática de vícios contra a natureza”

Por Redação

O presidente de Moçambique Armando Guebuza promulgou o projeto de revisão do código penal que acaba com qualquer dúvida em torno da situação das relações entre pessoas do mesmo sexo no País: homossexualidade não constitui crime.

O novo código penal revogou duas leis da época de colônia que criminalizavam relações “anti-naturais”. Datado em 1886, o antigo código penal aplicava medidas de segurança “aos que se entreguem habitualmente à prática de vícios contra a natureza” (Art. 70 e 71).

A nova lei, que também reafirma o código que não permite a demissão por orientação sexual, foi fruto de um trabalho de lobbies e advocacia iniciado em 2010 pela Associação Moçambicana para a Defesa das Minorias Sexuais (Lambda) junto às organizações da sociedade civil (OSC) e instituições do Estado.

Lambda

A Lambda é uma organização de cidadãos moçambicanos que advogam pelo reconhecimento dos Direitos Humanos das pessoas lésbicas, gays, bissexuais e transexuais (LGBT). Seu objetivo sempre foi pressionar o governo moçambicano sensibilizar, educar e informar a opinião pública sobre o direito ao associativismo e a igualdade entre todos os moçambicanos, independentemente da sua orientação sexual e identidade de género.

Foto: Reprodução Facebook Lambda



No artigo

x