Líder do PMDB, Eduardo Cunha será investigado pela Operação Lava Jato

O parlamentar, que disputa a presidência da Câmara no dia 1º de fevereiro, é acusado de receber dinheiro de um dos funcionários do doleiro Alberto Youssef; ele nega participação no caso.

664 0

O parlamentar, que disputa a presidência da Câmara no dia 1º de fevereiro,  é acusado de receber dinheiro de um dos funcionários do doleiro Alberto Youssef; ele nega participação no caso

Por Redação

O deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) será alvo de investigação, após pedido do Ministério Público Federal ao STF (Supremo Tribunal Federal). O parlamentar é um dos citados na Operação Lava Jato, que apura um suposto esquema de desvio de recursos na Petrobras envolvendo doleiros, empreiteiras e políticos.

Segundo as denúncias, ele é acusado de ter recebido dinheiro por meio do policial federal Jayme Alves de Oliveira Filho, o “Careca”, um dos funcionários do doleiro Alberto Youssef. O policial chegou a ser preso na sétima fase da operação, mas foi solto alguns dias depois.

Cunha, que é líder do PMDB na Câmara e disputa a presidência da Casa no próximo dia 1º, negou qualquer participação no caso apurado pela Polícia Federal. Em fevereiro, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pedirá ao STF a abertura de inquérito para analisar as suspeitas contra o peemedebista.

Foto de capa: Antonio Cruz / Agência Brasil

 



No artigo

x