“A gente não tem objetivo de fazer nenhum saco de maldades”, diz ministro da Fazenda

Joaquim Levy também explicou que o governo não pretende aplicar um pacote de ajustes fiscais.

381 0

 Joaquim Levy também explicou que o governo não pretende aplicar um pacote de ajustes fiscais

Por Redação

O ministro da Fazenda, Joaquim Levy, declarou nesta terça-feira (13) que haverá ajustes em impostos, mas afirmou que isso não faz parte de um “saco de maldades” ou algum “pacote do governo”.

“A gente não tem nenhum objetivo de fazer nenhum saco de maldades, ou pacotes, mas vamos ter de fazer algumas medidas”, disse a respeito das futuras medidas fiscais do governo federal.

Joaquim Levy também destacou que o governo deve exercer ajustes nas contas públicas e que isso tem por objetivo retomar a confiança. “Um mix entre a política fiscal [gastos públicos] e monetária [definição dos juros para conter a inflação] é muito importante. Haverá uma disposição da política fiscal em ajudar [a política de juros, com um controle maior de despesas]”, declarou.

Ao falar das prioridades do governo, o ministro da Fazenda fez um paralelo com o orçamento familiar. “A prioridade é importante. Às vezes, em uma semana, deixa de ir na balada ou comprar um tênis para comprar um caderno. Ou, tempos atuais, um notebook. O material escolar vem na frente. São decisões que todas as famílias tiveram e é o que garante a gente ir para a frente”, explicou Levy.

Foto: Agência Brasil



No artigo

x