Câmara boliviana elege uma mulher como presidenta pela primeira vez

Gabriela Montaño - do mesmo partido do presidente Evo Morales, o Movimento ao Socialismo (MAS) - venceu com votos de 126 do total de 130 deputados; o número de mulheres no Parlamento é hoje o mais alto da história da Bolívia.

726 0

Gabriela Montaño – do mesmo partido do presidente Evo Morales, o Movimento ao Socialismo (MAS) – venceu com votos de 126 do total de 130 deputados; o número de mulheres no Parlamento  é hoje o mais alto da história da Bolívia

Por Agência Brasil

A deputada boliviana Gabriela Montaño tomou posse na segunda-feira (19) como presidenta da Câmara de Deputados da Assembleia Legislativa Plurinacional (ALP) de seu país. A eleição, na primeira sessão preparatória da nova ALP, foi vencida por maioria absoluta por Gabriela, do mesmo partido do presidente Evo Morales, o Movimento ao Socialismo (MAS).

Além de ocupar a presidência da Câmara, o número de mulheres na ALP é o mais alto da história da Bolívia. Nas eleições de outubro de 2014, elas conquistaram 48% dos assentos do Parlamento, com 15 das 36 vagas do Senado e 65 das 130 vagas da Câmara, de acordo com os dados oficiais. O maior percentual alcançado antes das últimas eleições era 23% na legislatura 2009-2014. Na legislatura 2015-2020, que se inicia agora, a proporção na Câmara mais do que dobrou, atingindo 50%, com 65 dos 130 assentos.

Após acordo entre o partido governista e os de oposição, Gabriela recebeu 126 votos, de um total de 130 deputados. Ainda foram registrados dois votos em branco e um nulo. Na posse, ela agradeceu à sua bancada e ao presidente Evo Morales pela confiança em sua candidatura e ao povo boliviano pelo respaldo expressado nas urnas. A deputada disse ainda que entre os principais objetivos para a agenda legislativa estão concluir a reestruturação do Órgão Judicial e impulsionar normas para a produção de alimentos.

(Foto: Reprodução)



No artigo

x