Indonésia: presidente é fã de heavy-metal e recebeu carta de seus ídolos pelo fim dos fuzilamentos

Vocalista da banda de heavy-metal Napalm Death enviou uma carta para Joko Widodo,  presidente da Indonésia, pedindo clemência para dois australianos condenados por tráfico de drogas. O presidente é fã da banda Por Redação...

996 0

Vocalista da banda de heavy-metal Napalm Death enviou uma carta para Joko Widodo,  presidente da Indonésia, pedindo clemência para dois australianos condenados por tráfico de drogas. O presidente é fã da banda

Por Redação

Após as sentenças de morte por tráfico de drogas terem ganho as manchetes mundiais, o presidente indonésio Joko Widodo recebeu uma carta pedindo clemência para dois australianos que, assim como o brasileiro Marco Archer, serão executados. Tal carta não foi remetida do Vaticano, pelo papa Francisco, nem de Nova York, pelo secretário-geral da ONU Ban Ki-moon; o inusitado remetente foi Mark Barney Greenway, vocalista da banda de heavy-metal Napalm Death, cujo som pesado é apreciado pelo presidente Widodo.

Leia abaixo, a carta na íntegra:

Napalm_Death_07“Caro Sr. Widodo,
Estou apelando diretamente a você para que, por favor, poupe a vida de Andrew Chan e Myuran Sukumaran, os dois cidadãos australianos que estão atualmente esperando a sentença de morte na Indonésia por tráfico de heroína. Como um seguidor da nossa banda NAPALM DEATH, apreciaria o fato de que nossas letras e ética desafiam o ciclo contínuo de violência no mundo, quer se trate de um estado ou de um indivíduo. Se estas coisas não forem desafiadas e, finalmente, modificadas, eu acredito que nós nunca verdadeiramente avançar como humanidade.
Eu entendo que você está se portando como um líder determinado a mudar as coisas para melhor, e então eu acredito que a concessão de clemência seria um grande passo à frente nesta busca de aperfeiçoamento. Compreendo que a heroína pode ser prejudicial em muitos níveis, mas eu acredito que este é um problema muito mais profundo que não pode ser alterado ou mudado pela simples tomada da vida das pessoas.
Novamente, eu peço respeitosamente que você faça uma diferença real e derrube essas sentenças.
Na esperança e em paz.”

Foto de Capa: Reprodução



No artigo

x