“Os direitos sociais são intocáveis. O que estamos fazendo é corrigir distorções”, afirma ministro

Em encontro com blogueiros no Palácio do Planalto, o ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, afirmou que o ajuste fiscal anunciado nas últimas semanas não representa mudanças nos projetos iniciais do governo: “O que temos são limites fiscais; não há...

346 0

Em encontro com blogueiros no Palácio do Planalto, o ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, afirmou que o ajuste fiscal anunciado nas últimas semanas não representa mudanças nos projetos iniciais do governo: “O que temos são limites fiscais; não há alteração de rumo”

Por Maíra Streit

BRASÍLIA – Nesta quinta-feira (29), o ministro da Secretaria Geral da Presidência da República, Miguel Rossetto, participou de um café da manhã com blogueiros no Palácio do Planalto. Segundo ele, a intenção do encontro foi valorizar os profissionais que colaboram para o processo de democratização da comunicação e que intensificam os espaços de participação social no país.

Os jornalistas discutiram com o ministro assuntos em pauta no atual noticiário brasileiro, tais como regulação da mídia, reforma política, presidência da Câmara, relação do governo com movimentos sociais e, claro, o polêmico ajuste fiscal divulgado nas últimas semanas.

No dia 19 de janeiro, o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, anunciou aumentos na tributação de cosméticos e mercadorias importadas, reajustes de juros sobre o crédito e mudanças na tributação que podem refletir em aumentos no preço do diesel e da gasolina.

Sobre esse assunto, Rossetto negou que a medida contrarie o projeto de desenvolvimento defendido pela presidenta Dilma Rousseff durante o período de campanha. “O que temos são limites fiscais. Não há alteração de rumo, de estratégia, nenhuma guinada”, destacou.

Questionado sobre a possível redução de direitos trabalhistas com a mudança nas regras do seguro-desemprego, o ministro garantiu que não haverá prejuízo para o trabalhador. “Os direitos sociais são intocáveis. O que estamos fazendo é corrigir distorções. Estamos mantendo o seguro-desemprego.” O assunto será aprofundado em reunião marcada para a próxima semana com centrais sindicais, para discutir as alterações no funcionamento de concessão de benefícios.

De acordo com o ministro Miguel Rossetto, a prioridade do governo se mantém no crescimento econômico, com foco na geração de emprego e renda. Para ele, o ajuste fiscal implementado pela equipe do ministro da Fazenda Joaquim Levy é necessário, inclusive, para a continuidade dos investimentos sociais implementados pelo governo. “Estamos preservando investimentos, programas sociais e vamos inaugurar novos para sustentar isso que ocorre no país, que são mudanças estruturais muito importantes”, avaliou.

Entre os jornalistas presentes na ocasião, estiveram representantes de veículos como Blog da Maria Frô e Blog do Rovai/Revista Fórum, Portal Vermelho, Carta Maior, Carta Capital, Brasil 247 e outros.

Confira aqui o áudio da conversa na íntegra.



No artigo

x