Poder de compra do salário mínimo em janeiro é o maior registrado desde 1965, segundo BC

Segundo boletim do Banco Central, o poder de compra registrado neste mês é apenas superado pelo período de julho de 1954 a julho de 1965

694 0

Segundo boletim do Banco Central, o poder de compra registrado neste mês é apenas superado pelo período de julho de 1954 a julho de 1965

Por Redação

O poder de compra do salário mínimo registrado em janeiro deste ano é o maior visto no país desde agosto de 1965, é o que diz boletim divulgado pelo Banco Central nesta terça-feira (11). Ainda segundo a nota do BC, o poder de compra registrado neste mês é apenas superado pelo período de julho de 1954 a julho de 1965.

De acordo com o órgão, este avanço, o maior registrado em quase 50 anos, se deve à política de valorização do salário mínimo, que tem incidência tanto sobre o poder de compra dos assalariados em geral quanto dos beneficiários da previdência social.

O boletim do BC também informa que a renda da população ocupada “supera o avanço do mínimo”. O rendimento da população ocupada com renda de até um salário mínimo cresceu 52% a mais do que o salário mínimo, sendo 36% no Norte; 48% no Nordeste; 49% no Sul; 56% no Centro-Oeste e 60% no Sudeste.

“A análise das variáveis indica, portanto, que elevações reais dos rendimentos do trabalho em anos recentes – em especial nas faixas de menor rendimento – foram determinadas, em parte, pela valorização do salário mínimo”, afirma o Banco Central.

Foto: INSS



No artigo

x