Ataque a artista deixa 1 morto e 3 feridos na Dinamarca

O tiroteio ocorreu durante um evento em Copenhague organizado pelo artista plástico sueco Lars Vilks, que tem sido alvo de constantes ameaças nos últimos anos, após desenhar o profeta Maomé de maneira satírica; ele não se feriu.

446 0

O tiroteio ocorreu durante um evento em Copenhague organizado pelo artista plástico sueco Lars Vilks, que tem sido alvo de constantes ameaças nos últimos anos, após desenhar o profeta Maomé de maneira satírica; ele não se feriu

Por Redação

Neste sábado (14), houve um tiroteio contra um café em Copenhague, capital da Dinamarca, durante um evento que discutia a liberdade de expressão. O ataque terminou com a morte de um civil e três policiais feridos. Os suspeitos fugiram de carro.

O evento foi organizado pelo artista plástico sueco Lars Vilks, de 68 anos, que tem sido alvo de constantes ameaças nos últimos anos, após desenhar o profeta Maomé de maneira satírica. Ele não foi ferido no episódio. No ano passado, uma mulher foi condenada a dez anos de prisão por planejar a morte de Vilks. Em 2010, a casa do artista foi alvo de um incêndio e dois irmãos foram presos como autores do crime.

Lars Vilks é um dos nomes citados em uma lista de “procurados, vivos ou mortos, por crimes contra o islã”, divulgada por uma revista ligada à rede Al Qaeda em 2013. Essa lista voltou a circular pela internet depois do ataque ao jornal francês “Charlie Hebdo”, em 7 de janeiro, que vitimou 12 pessoas.

Foto de capa: Brasil 247

 



No artigo

x