Após vencer Oscar, Patricia Arquette pede igualdade de gênero; assista

Em seu discurso, atriz falou sobre "igualdade salarial e de direitos para as mulheres" e arrancou aplausos da plateia – sobretudo, de Meryl Streep.

1500 0

Em seu discurso, atriz falou sobre “equiparação salarial e igualdade de direitos para as mulheres” e arrancou aplausos da plateia – sobretudo, de Meryl Streep

Por Redação

meryl-streep-patricia-arquette
Meryl Streep aplaudiu Patricia Arquette (Foto: Reprodução)

Na noite deste domingo (22), Patricia Arquette, de 46 anos, venceu o Oscar de melhor atriz coadjuvante pela atuação em Boyhood (Richard Linklater), confirmando as previsões. O que chamou a atenção foi seu discurso de agradecimento: ao pedir igualdade de gênero, ela arrancou aplausos da plateia e foi ovacionada por grandes nomes do cinema, como a veterana Meryl Streep.

“É hora de atingirmos, de uma vez por todas, equiparação salarial e igualdade de direitos para as mulheres nos Estados Unidos da América”, disse, emocionada, no auge de sua fala. “Dedico [o prêmio] a todo cidadão que já lutou por igualdade de direitos, a todas as mulheres que já lutaram”, completou.

Em Boyhood, Arquette interpreta Olivia Evans, a mãe divorciada do menino Mason Jr. (Ellar Coltrane). O filme, que levou onze anos (de 2002 a 2013) para ser produzido, acompanha o desenvolvimento do garoto desde a infância até o primeiro período da idade adulta, quando ele ingressa na universidade. A atriz desbancou Keira Knightley (O Jogo da Imitação), Laura Dern (Livre), Emma Stone (Birdman) e a própria Meryl Streep (Caminhos da Floresta).

Assista, abaixo, ao discurso de Patricia Arquette:

(Foto de capa: Reprodução)



No artigo

x