Boechat: “Ninguém tem dúvida de que há envolvidos da oposição no esquema da Petrobras”

O jornalista Ricardo Boechat comentou, na BandNews FM, sobre a participação de partidos como o PSDB em irregularidades na estatal e o possível envolvimento de Aécio Neves: "Não me surpreenderia".

4741 0

O jornalista Ricardo Boechat comentou, na BandNews FM, sobre a participação de partidos como o PSDB em irregularidades na estatal e também sobre o possível envolvimento de Aécio Neves: “Não me surpreenderia”

Por Maíra Streit

Em comentário feito na BandNews FM, divulgado ontem (24), sobre a Operação Lava Jato, o jornalista Ricardo Boechat afirmou que é inegável a participação de integrantes de partidos da oposição no esquema investigado pela Polícia Federal na Petrobras. “Eu não tenho nenhuma dúvida de que há envolvidos da atual oposição no esquema de corrupção da Petrobras. Ninguém tem dúvida. É claro que a corrupção da Petrobras tem marcas que antecedem a era do PT”, ressaltou.

Boechat lembrou que, na década de 1980, ele próprio recebeu o Prêmio Esso de Jornalismo com uma série de reportagens feitas no jornal O Estado de S. Paulo sobre irregularidades cometidas na estatal. E ressaltou ainda a tentativa de alguns partidos de dar uma conotação política ao caso, o que é criticado pelo jornalista, defendendo que o assunto deveria ser tratado na esfera criminal.

Outro assunto destacado ontem foi a lista de políticos que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, está encaminhando para o Supremo Tribunal Federal (STF), com nomes supostamente envolvidos em negociações ilícitas na Petrobras. “Já no Facebook, muita gente trocando mensagens dizia que a grande estrela da oposição que estaria na lista do Janot encaminhada ao Supremo Tribunal Federal seria nada mais nada menos, como um envolvido ou citado nos depoimentos da Operação Lava Jato, que o senador Aécio Neves, ex-presidenciável e presidente do PSDB”, destacou.

Sem querer se comprometer, o jornalista disse que não confirmaria a informação, mas admitiu que o envolvimento do tucano não despertaria grandes surpresas. “Também não me surpreenderia, mas não estou endossando porque é um boato ainda”, afirmou. Segundo informou, a tal lista conteria cerca de 40 a 70 nomes de políticos citados durante as investigações, o que poderá provocar grandes debates nos próximos meses.

Confira aqui o comentário de Ricardo Boechat na íntegra.

Foto de capa: Reprodução



No artigo

x