Vídeo mostra jovens sendo baleados por policiais militares em comunidade carioca

As imagens, gravadas pelo celular de uma das vítimas, contradizem a versão da PM, que alegou que os rapazes foram alvejados durante operação; um deles, de 17 anos, morreu ainda no local.

1076 0

As imagens, gravadas pelo celular de uma das vítimas, contradizem a versão da PM, que alegou que os rapazes foram alvejados durante operação; um deles, de 17 anos, morreu ainda no local 

Por Redação

(Fotos: Reprodução/Facebook)
Allan Souza de Lima, (esq.) e Chaun Jambre (dir.): baleados pela PM (Fotos: Reprodução/Facebook)

Um vídeo que circula pela internet contradiz a versão da Polícia Militar sobre a morte do jovem Allan Souza de Lima, de 17 anos, na última sexta-feira (20), na comunidade da Palmeirinha, zona norte do Rio de Janeiro.

Em nota, a PM havia alegado que uma operação acontecia no local e houve tiroteio, no qual Allan e um de seus amigos, Chaun Jambre, de 19 anos, foram baleados. A corporação informou também que duas armas foram apreendidas durante a ação.

No entanto, as imagens, gravadas pelo celular de Allan, mostram outra situação. Faltava luz na comunidade e um grupo de quatro amigos conversava e contava piadas sentado em bicicletas. De repente, inicia-se uma correria e ouve-se uma sequência de disparos. Logo em seguida, Allan cai ao chão, baleado duas vezes no abdômen, e morre ainda ali. Ao seu lado, Chaun também está caído, atingido no peito por um disparo. Não é possível vê-lo, apenas escutá-lo rezando para não morrer.

O vídeo não capta, mas, de acordo com testemunhas, havia um policial ao lado dos meninos. “Cidadão, eles entraram no meio da troca de tiros aqui com a gente”, justificam os agentes.

Embora tenha implorado por ajuda, Chaun só foi socorrido pelos policiais muito tempo depois, quando seus amigos e familiares chegaram ao local e conversaram com os PMs. Ele passa bem, aguarda nova cirurgia para retirada do projétil, que continua alojado em seu peito.

Assista abaixo ao vídeo:



No artigo

x