Ato a favor de impeachment fracassa em SP

Apenas 70 pessoas compareceram ao Masp em protesto contra a presidenta Dilma Rousseff e o PT

1091 0

Apenas 70 pessoas compareceram ao Masp em protesto contra a presidenta Dilma Rousseff e o PT

Por Redação

O ato em defesa do impeachment de Dilma Rousseff marcado para este sábado (28), em São Paulo, reuniu apenas 70 pessoas no vão livre do Masp, na avenida Paulista. No Facebook, o evento contava com mais de 3 mil confirmações, mas na rua poucos se animaram a comparecer.

A página Fora Dilma, no Facebook, foi quem convocou o protesto. “Os caminhoneiros estão fazendo a parte deles! Se esperarmos até o dia 15 o movimento dos transportes vai enfraquecer!”, publicaram. Diversos eventos no Facebook têm convocado manifestações por impeachment para o dia 15 de março.

Em nota, o PT afirmou que não entrará no jogo dos adversários e não vai convocar nenhum protesto para se contrapor ao 15 de março.
“A oposição, derrotada no último pleito, teima em não descer do palanque e compreender que as eleições acabaram. Alguns mais afoitos pregam a quebra da legalidade em clara inspiração golpista e estimulam convocações de rua no intuito de nos emparedar”, afirmou Alberto Cantalice, vice-presidente nacional e coordenador das redes sociais da legenda.

Neste sábado (28), senadores tucanos se reuniram com o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que disse que o PSDB apoia, mas não promove os atos pró-impeachment.

Já para o senador petista Lindberg Farias, “uma minoria golpista tem se organizando nesse país, como fizeram com Getúlio e João Goulart. Estimuladas, sim, pelo PSDB, que questionou o processo eleitoral ao seu final”.



No artigo

x