“Um espectro ronda a Europa”: Disparam as vendas de “Manifesto Comunista” no Reino Unido

Em edição comemorativa de aniversário, a editora Penguin republicou clássicos e o livro de Marx e Engels, até agora, é o mais vendido.

1928 0

Em edição comemorativa de aniversário, a editora Penguin republicou clássicos e o livro de Marx e Engels, até agora, é o mais vendido 

Por Redação*

Estaria, como escreveu Marx em 1848, um espectro rondando a Europa novamente? Se não está, ao menos milhares de leitores do Reino Unido estão entrando em contato, neste momento, com essa e outras ideias contidas no “Manifesto Comunista”. A obra do século XIX foi republicada recentemente pela Penguin e se tornou, em pouco mais de uma semana, o livro mais vendido da editora. 

A 80 pence (cerca de R$3,60), a obra integra uma coleção comemorativa da Penguin, que lançou na semana passada reedições de clássicos da literatura para marcar os 80 anos da editora. Entre obras de Jane Austen, Edgar Allan Poe, Emily Brontë e Nietzsche, ao todo 70,5 mil exemplares já foram vendidos. “Manifesto Comunista”, de Karl Marx e Friedrich Engels, lidera a lista, com 1.500 cópias adquiridas em apenas uma semana. 

Por conta do sucesso da edição, a Penguin anunciou que já prepara uma reimpressão de 100 mil cópias, mesmo com uma tiragem inicial de 1 milhão. “Eu acredito que todo mundo ama a ideia de um clássico redescoberto – a ideia de que a escrita perdura tão fortemente que não pode ser ignorada mesmo 100 anos depois. Parece uma garantia de que não será um desperdício de tempo”, afirmou ao The Guardian Joseph Knobbs, vendedor da livraria britânica Waterstones, uma das que mais vendeu a obra.

*Com informações do The Guardian 



No artigo

x