Dengue: Casos aumentam, mas número de óbitos diminui

Ministro Arthur Chioro apresenta levantamento anual da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti; segundo ele, também houve redução nas internações

465 0

Ministro Arthur Chioro apresenta levantamento anual da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti; segundo ele, também houve redução nas internações

Por Redação

(Arquivo/ABr)
Região Nordeste tem maior número de municípios em estado de risco (Arquivo/ABr)

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, apresentou na manhã desta quinta-feira (12), os dados do Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti (LIRAa), e mapa da dengue deste ano.

Segundo o ministro, até dia 7 de março foram registrados 224,1 mil casos no país. O aumento é de 162%, comparado ao mesmo período do ano passado, quando foram registrados 85,4 mil casos. Porém, em entrevista coletiva, ele ressaltou que embora tenha ocorrido aumento de casos na comparação do período, o número de óbitos caiu 32%. Também houve redução de 9,7% nos registros de casos graves. “Vale destacar que houve uma diminuição de 44% de internações por dengue em relação a 2014”, afirmou Chioro.

O levantamento mostra que 340 municípios estão em situação de risco para ocorrência de epidemias e 877 estão em alerta. Cuiabá (MT) é a única capital em situação de risco. Ainda entre as capitais, João Pessoa (PB), Teresina (PI) e Brasília (DF) estão em situação satisfatória.

A região Nordeste concentra a maioria dos municípios de risco (171); seguido do Sudeste (54); Sul (52); Norte (46); e Centro-Oeste (17).

No total, 1.844 municípios brasileiros realizaram o levantamento, um aumento de 26,38% em relação aos participantes de 2014. “O aumento do número de municípios participantes do LIRAa mostra que ele está se consolidando como uma ferramenta importante”, disse Chioro.

De acordo com o Ministério da Saúde, o período de maior transmissão da dengue vai de março a maio. Por isso, é importante medidas de prevenção como manter caixas d’água e outros recipientes de armazenamento de água fechados. “Vamos continuar dando todo o suporte aos estados e municípios”, destacou o ministro.



No artigo

x