Pitty: Marchar ao lado de extremistas de direita jamais

Em seu perfil no Twitter, cantora manifestou opinião sobre os protestos do último domingo; após divulgação da mensagem, foi alvo de ofensas: "Quando terminar o mimimi... volte pra cozinha", dizia uma delas

1905 0

Em seu perfil no Twitter, cantora manifestou opinião sobre os protestos do último domingo; após divulgação da mensagem, foi alvo de ofensas: “Quando terminar o mimimi… volte pra cozinha”, dizia uma delas

Por Redação

(Reprodução/Twitter)
(Reprodução/Twitter)

Ontem (15), dia em que milhares de pessoas foram às ruas contra o governo da presidenta Dilma Rousseff (PT), a cantora Pitty manifestou, no Twitter, sua opinião sobre os protestos. “Pressionar qualquer governo por melhorias sim, marchar ao lado de extremistas de direita, fanáticos religiosos e saudosos da ditadura jamé”, escreveu.

Ainda em seu perfil, a artista conta que, após a divulgação da mensagem, virou alvo de ofensas. “Uau. Se vocês vissem nas minhas mentions o jorro de ódio irracional desde ontem… Diálogo zero, só ofensas preconceituosas”, disse. “De xingamentos impublicáveis, a xenofobia, machismo e ‘comunista’. E olha que eu nem defendo o PT.”

Pitty retuitou um dos recados ofensivos que recebeu: “Quando terminar o mimimi… volte pra cozinha”. “Pois eu não volto pra cozinha, nem o negro pra senzala, nem o gay pro armário. O choro é livre, e nós também”, rebateu a cantora.

(Foto de capa: Divulgação)



No artigo

x