82% dos manifestantes de domingo votaram em Aécio, diz Datafolha

Pesquisa mostra diferenças no perfil do público que foi à avenida Paulista nos dois dias de protesto (13 e 15)

1303 0

Pesquisa mostra diferenças no perfil do público que foi à avenida Paulista nos dois dias de protesto (13 e 15)

Por Redação

No último domingo (15), 210 mil pessoas estiveram na avenida Paulista, segundo o Datafolha. Na noite do mesmo dia, o ministro da Secretaria Geral da Presidência, Miguel Rossetto, afirmou que quem tinha ido às ruas não havia votado em Dilma Rousseff. Hoje (17), o instituto divulgou uma pesquisa sobre o perfil dos manifestantes e quais eram suas reivindicações. Segundo o levantamento, 82% dos que estavam na Paulista disseram ter votado em Aécio Neves no segundo turno das eleições do ano passado, comprovando o que Rossetto disse.

Além de declararem voto no tucano, os manifestantes responderam que o principal motivo que os levaram às ruas foi a corrupção (47%). Em seguida, as razões foram pelo impeachment de Dilma (27%), contra o PT (20%) e contra os políticos (14%). Outro fato interessante é que a grande maioria dos que foram à Paulista (74%) participavam de um protesto pela primeira vez na vida.

O Datafolha fez também um perfil do público que protestou na sexta-feira (13) na avenida Paulista. Ao contrário do domingo, na sexta, 71% disseram que votaram em Dilma no segundo turno. As reivindicações são bem diferentes e não se limitam à corrupção e ao antipetismo.

No dia 13, 25% foram protestar contra perda de direitos trabalhistas, 22% por aumento aos professores, 20% por reforma política e 18% em defesa da Petrobras.

Ainda como diferença entre os dois protestos destacam-se a renda dos manifestantes e a avaliação em relação ao governo federal. Enquanto na sexta, 12% declararam receber mais de 10 salários mínimos; no domingo, 41% disseram ter renda maior que 10 salários.

Sobre a aprovação de Dilma, no domingo, o governo era desaprovado por 96% do público. Na sexta, por 26% dos presentes.

O único ponto em comum é a avaliação negativa do Congresso Nacional: ruim ou péssimo para 61% dos que marcharam na sexta, e 77% entre os manifestantes do domingo.

Fotos: Renato Stockler e Caio Pallazo para Jornalistas Livres.



No artigo

x