Citada no SwissLeaks, Mona Dorf se afasta de programa na Jovem Pan

A jornalista, que divide bancada com Reinaldo Azevedo, afirma não saber porque está na lista dos brasileiros que, em 2006 e 2007, mantinham contas no HSBC suíço

4394 0

A jornalista, que divide bancada com Reinaldo Azevedo, afirma não saber por que está na lista dos brasileiros que, em 2006 e 2007, mantinham contas no HSBC suíço

Por Redação

Após ser citada em reportagem do jornal O Globo como correntista do HSBC suíço, a jornalista Mona Dorf anunciou, na última segunda-feira (17), seu afastamento do programa “Os Pingos nos Is”, que apresenta na rádio Jovem Pan ao lado de Reinaldo Azevedo e Patrick Santos.

Mona falou sobre o caso no próprio programa. “Foi tudo muito desagradável, fui surpreendida, não entendo por que o repórter não me ligou, já que trabalho aqui na Jovem Pan. Não apresentou documento nenhum. Não acredito numa planilha que está na internet”, disse. “Tomei as providências legais (..) nunca pisei no HSBC, mas estou indo atrás de saber porque estou nessa lista, porque essa lista foi ‘soltada’ neste momento, neste sábado.”

Logo em seguida, comunicou que deixará temporariamente a atração. “Acho que isso afeta a credibilidade do programa, não me sinto à vontade continuando aqui no programa, que coloca ‘os pingos nos is’. A gente fala muito de lei, você [Reinaldo Azevedo] é um cara muito exigente, que está sempre em cima, a gente nunca emitiu nenhuma informação sem checar 300 mil vezes”, adicionou.

No ar, a jornalista se defendeu. “Quem me conhece sabe a carreira que tive, os lugares onde trabalhei, minha vida é pública. Não tenho nada a temer. Está tudo certo, no meu imposto de renda está tudo bonitinho (…) Eu não devo explicações a ninguém”, afirmou.

Reinaldo Azevedo, também blogueiro da Veja, elogiou a atitude da colega. “É uma iniciativa dela que acho decente, correta, pensando no bem do programa, da rádio”, destacou. No início da tarde, ele já havia publicado em seu blogue a nota divulgada por Mona Dorf sobre o episódio. Ao fim do comunicado, Azevedo reforça que “ter conta na Suíça não é crime”.

De fato, isso é verdade. O curioso é que, no ano passado, em seu perfil no Twitter, Mona publicou mensagens insinuando que o ex-diretor da Petrobras, Paulo Roberto Costa, era suspeito simplesmente por ter dinheiro em bancos no país europeu.

O perfil satírico Jornalismo Wando ironiza os tweets de Mona Dorf sobre as contas de Paulo Roberto Costa na Suíça (Reprodução/Twitter)
O perfil satírico Jornalismo Wando ironiza os tweets de Mona Dorf sobre as contas de Paulo Roberto Costa na Suíça (Reprodução/Twitter)

Mona Dorf está entre os sete jornalistas brasileiros que mantinham contas no HSBC da Suíça em 2006 e 2007. Além deles, ao menos 22 empresários da mídia ou parentes fazem parte do grupo formado por mais de 8 mil correntistas brasileiros da agência do banco em Genebra. De acordo com a reportagem d’O Globo, a jornalista registrava um saldo de 310,6 mil dólares. As informações sobre as contas foram vazadas na operação que ficou conhecida como SwissLeaks.



No artigo

x