Estudo britânico mostra efeitos nocivos do tabagismo na gravidez

Ecografias 4D revelaram reações dos bebês no útero a cada vez que as mães fumavam; resultado mostrou que eles tendem a fazer mais ‘caretas’ e movimentos da boca e das mãos.

982 0

Ecografias 4D revelaram reações dos bebês no útero quando as mães fumavam; resultado mostrou que eles tendem a fazer mais ‘caretas’ e movimentos da boca e das mãos

Por Redação

Um estudo realizado por cientistas das universidades de Durham e Lancaster, no Reino Unido, impressionou a população ao utilizar ecografias 4D de fetos e mostrar as reações que eles tinham a cada vez que as mães fumavam. A pesquisa foi desenvolvida no Hospital James Cook University, em Middlesbrough, e contou com a participação de vinte gestantes, entre as quais quatro fumantes.

Os movimentos dos bebês foram acompanhados durante o seu desenvolvimento com 24, 28, 32 e 36 semanas. O resultado revelou que filhos de mulheres fumantes tendem a fazer mais ‘caretas’ e movimentos da boca e das mãos dentro do útero, tocando o rosto com mais frequência.

Embora as crianças tenham nascido saudáveis e com peso e tamanho normais, o estudo aponta para os efeitos nocivos do tabagismo durante a gravidez. Os malefícios do cigarro podem estar associados ainda a problemas de coração nos bebês, além de riscos maiores de aborto e nascimentos prematuros.

Em entrevista ao jornal The Independent, a pesquisadora Nadja Reissland afirmou que as investigações sobre o assunto serão aprofundadas. “Um estudo maior é necessário para confirmar estes resultados e investigar efeitos específicos, incluindo a interação de estresse materno e tabagismo”, afirmou.

fetos 2

Foto de capa: Reprodução



No artigo

x