Lula desmente matéria do Estadão

Em nota, Instituto Lula desmente reportagem do jornal sobre Dilma ter prometido ao ex-presidente alterar as medidas provisórias 664 e 665, que restringem a concessão de benefícios sociais e trabalhistas

494 0

Em nota, Instituto Lula desmente reportagem do jornal sobre Dilma ter prometido ao ex-presidente alterar as medidas provisórias 664 e 665, que restringem a concessão de benefícios sociais e trabalhistas

Por Redação

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva negou que tenha se encontrado com a presidenta Dilma Rousseff (PT) para discutir supostas mudanças nos benefícios trabalhistas, conforme matéria veiculada pelo jornal o Estado de S. Paulo nesta terça-feira (24).

De acordo com a reportagem de capa do jornal, Dilma Rousseff teria comunicado ao Partido dos Trabalhadores e ao ex-presidente Lula que está disposta a mudar as medidas provisórias 664 e 665, que restringem a concessão de benefícios trabalhistas e integram o pacote de ajuste fiscal proposto pelo ministro da Fazenda, Joaquim Levy.

Em nota, o Instituto Lula desmentiu a reportagem. “O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não foi comunicado ou conversou com a presidenta Dilma Rousseff sobre alterações nas medidas provisórias 664 e 665. Lamentamos a publicação da informação incorreta pelo jornal sem a devida checagem dos fatos”, esclareceu.

As duas medidas provisórias anunciadas no final do ano passado pelo governo federal, alteram regras para benefícios sociais como pensão, auxílio-doença e seguro-desemprego.

Foto: Roosewelt Pinheiro/ABr



No artigo

x