Cabo Daciolo contraria PSOL e protocola PEC para alterar a Constituição

O parlamentar pretende alterar o artigo 1º da Carta Magna, pois acredita que "todo o poder não emana do povo, emana de deus"; PSOL, que já havia chamado a atenção do deputado e garantido que ele sustaria a proposta, está reunido para decidir o...

694 0

O parlamentar pretende alterar o artigo 1º da Carta Magna, pois acredita que “todo o poder não emana do povo, emana de deus”; PSOL, que já havia chamado a atenção do deputado e garantido que ele sustaria a proposta, está reunido para decidir o que fazer diante da situação

Por Ivan Longo 

Depois de afirmar que é a favor do Estado laico e que sustaria sua proposta de alterar a Constituição, o deputado federal Cabo Daciolo (PSOL) contrariou o partido e protocolou, nesta quarta-feira (25), sua Proposta de Emenda Constitucional. O parlamentar deseja mudar o conteúdo do parágrafo único da Carta Magna: em vez de determinar que “todo o poder emana do povo”, como é atualmente, estabeleceria que “todo o poder emana de deus”.

Ainda que acredite que “o poder emana de deus” e que “só teremos vitória com deus na frente”, o deputado insiste que é a favor do Estado laico.

“PEC dos Apóstolos (Pec 12/2015) – Todo poder emana de Deus. Só teremos vitórias com DEUS na frente. Todo poder, honra e Glória seja dado ao nosso Senhor Jesus Cristo. Sou a favor do Estado Laico e contra religião. Juntos somos fortes. Nenhum passo daremos atrás. Deus está no controle”, escreveu como legenda da foto com a cópia da PEC que postou em seu Facebook.

Daciolo já havia informado que apresentaria a proposta no início deste mês, mas lideranças do PSOL conversaram com o deputado e garantiram que ele sustaria a apresentação da PEC.

“O parlamentar, mais uma vez, demonstra não ter identidade com a sigla pela qual concorreu”, se manifestou o partido na época, adicionando ainda que a legenda “reafirma a defesa da manutenção intransigente da laicidade do Estado”.

Outras lideranças, no entanto, foram um pouco mais duras. “Daciolo, pegue seu mandato e saia do PSOL. Seu lugar não é aqui”, disse, à época, seu correligionário, o deputado federal Renato Cinco.

Procurada, a sigla afirmou por meio de sua assessoria de imprensa que a Executiva nacional está reunida neste momento para definir qual será seu posicionamento e suas atitudes em relação ao deputado.

“O partido não concorda com o posicionamento do deputado, não só em relação à PEC. Vamos tomar um posicionamento ainda hoje”, disse a assessoria.

Foto: Luis Macedo/Câmara dos Deputados

 

 



No artigo

x