Secretária acusada de racismo contra médica é afastada no Paraná

A secretária de Saúde de Santa Helena, município do oeste paranaense, disse à médica Thatiane Santos da Silva que seu cabelo exalava um “cheiro forte” e destoava do “padrão” dos profissionais da área.

608 0

A secretária de Saúde de Santa Helena, município do oeste paranaense, disse à médica Thatiane Santos da Silva que seu cabelo exalava um “cheiro forte” e destoava do “padrão” dos profissionais da área

Por Redação

A secretária de Saúde de Santa Helena (PR), Terezinha Madalena Bottega, foi afastada do cargo após ser acusada de racismo por uma médica. Thatiane Santos da Silva, que integra o programa Mais Médicos, denunciou que foi alvo de comentários preconceituosos durante uma reunião que teria como pauta a organização das atividades a serem desenvolvidas dentro do programa Saúde da Família.

A médica, que é negra e possui “dreadlocks”, contou ter ouvido da secretária que seu cabelo exalava um cheiro forte e que os pacientes estão acostumados com outro “padrão” de profissional nessa área.

Revoltada com a declaração, Thatiane desabafou nas redes sociais: “Sinceramente me senti sim discriminada, posto que o que pensam a respeito da minha aparência é pessoal de cada indivíduo, porém não necessariamente deve ser verbalizado sem saber que podem gerar consequências para além das legais, psicológicas, físicas, mentais e espirituais”.

A médica registrou um boletim de ocorrência e deverá levar adiante uma ação na Justiça. O afastamento da secretária foi publicado no Diário Oficial do município, após o Ministério da Saúde cobrar explicações da prefeitura sobre o caso.

Foto de capa: Reprodução/Facebook

 

 

 



No artigo

x