Assassinos de homossexuais se casam em prisão na Inglaterra

O primeiro casamento realizado entre pessoas do mesmo sexo em uma prisão da Grã-Bretanha é, surpreendentemente, de dois homens acusados de assassinato por motivos homofóbicos; a cerimônia ocorreu na última sexta-feira (27).

5839 1

O primeiro casamento realizado entre pessoas do mesmo sexo em uma prisão da Grã-Bretanha é, surpreendentemente, de dois homens acusados de assassinato por motivos homofóbicos; a cerimônia ocorreu na última sexta-feira (27)

Por Redação

O primeiro casamento realizado entre pessoas do mesmo sexo em uma prisão da Grã-Bretanha é, surpreendentemente, de dois homens acusados de assassinato por motivos homofóbicos. Marc Goodwin, de 31 anos, foi condenado por espancar até a morte Malcolm Benfold, em Blackpool, no ano de 2007. O marido dele, Mikhail Gallatinov, de 40 anos, foi preso em 1997 por matar Adrian Kaminsky, em Manchester.

Os dois se conheceram na biblioteca da prisão de Full Sutton, em East Yorkshire. A cerimônia ocorreu na última sexta-feira (27) e durou cerca de 15 minutos, com a participação de parentes do casal. Goodwin tem ainda dez anos de pena para cumprir, enquanto Gallatinov está a um ano da sua primeira audiência de avaliação da liberdade condicional. Segundo um porta-voz do sistema prisional, apesar da oficialização da união, eles não poderão dividir a mesma cela.

Foto de capa: Reprodução



No artigo

1 comment

  1. Robson Silva Responder

    Homofóbicos e a sua, absolutamente indisfarçável, homofobia internalizada. Verdadeiros heterossexuais não se encanam com a orientação sexual alheia, apenas vivem e deixam viver; já os sexualmente mal resolvidos…


x