Em Fortaleza, Eduardo Cunha é malhado como “Judas”

Sindicatos fizeram um cortejo para lembrar a "via crucis do trabalhador brasileiro" e levaram um boneco que representa o presidente da Câmara dos Deputados; sindicalistas protestaram contra PL que expande a terceirização.

759 0

Sindicatos fizeram um cortejo para lembrar a “via crucis do trabalhador brasileiro” e levaram um boneco que representa o presidente da Câmara dos Deputados; sindicalistas protestaram contra PL que expande a terceirização 

Por Redação 

O presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), foi escolhido para representar o personagem bíblico Judas nesta quinta-feira (2) em Fortaleza (CE) e ser malhado em um cortejo que simbolizava a “via crucis do trabalhador brasileiro”.

Convocado pelo Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde do Ceará (Sindsaúde) e pela Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), o ato político teve como objetivo, segundo os organizadores, mostrar que, com um congresso mais conservador, os desafios são ainda maiores para a classe trabalhadora.

De acordo com o Sindsaúde, o nome de Eduardo Cunha foi o escolhido devido ao fato de ele ter pautado a votação do Projeto de Lei (PL) 4330, que expande a terceirização. Cunha determinou que o PL seja votado em abril.

Depois de percorrer o centro de Fortaleza, o grupo, composto por cerca de 300 pessoas, leu o “Testamento Judas Iscariotes da Cunha”.

“Tendo por alvo os direitos 
Dos nossos trabalhadores 
Vamos fazendo os ajustes 
Nesse planalto de dores 
Cercado de chantagistas
Vilões e achacadores.
 
Relembrando a via crucis
Que estremece a nação
Expondo o trabalhador
À constante humilhação
Com restrição de direitos
E a vil terceirização” 

Foto: Reprodução/Facebook


No artigo

x