Dilma: “Clubes terão de investir no futebol feminino”

Pelo Facebook, a presidenta resolveu responder ao apelo da jogadora Marta, que reclamou da falta de incentivos ao esporte; com a MP do Futebol, clubes serão obrigados a fazer um investimento mínimo e permanente nas categorias de base e no futebol feminino.

1628 0

Pelo Facebook, a presidenta resolveu responder ao apelo da jogadora Marta, que reclamou da falta de incentivos ao esporte; com a MP do Futebol, clubes serão obrigados a fazer um investimento mínimo e permanente nas categorias de base e no futebol feminino

Por Redação 

A presidenta Dilma Rousseff garantiu, neste final de semana, que o futebol feminino, historicamente carente de atenção no país, passará a receber mais investimentos com a Medida Provisória (MP) do Futebol assinada nesse mês. 

Por meio do seu perfil no Facebook, Dilma respondeu, neste domingo (5), aos apelos feitos pela jogadora Marta – pentacampeã brasileira de futebol feminino – no programa Esporte Espetacular, da TV Globo. Na reportagem, a jogadora afirma aos prantos que “é uma ou outra menina que consegue sobreviver jogando futebol”. 

Em seu post, a presidenta citou a MP do Futebol como um caminho para que a categoria receba mais atenção. 

“Apresentamos uma medida provisória para mudar esse cenário. Na MP do Futebol, novas regras vão permitir aos clubes condições para renegociar suas dívidas. Em troca, os clubes terão de investir no futebol feminino, mantendo e incentivando as equipes e as atletas”, escreveu. 

A medida provisória tem como objetivo renegociar as dívidas dos clubes brasileiros, que chega a quase 4 bilhões. Um dos pontos da MP que beneficia as jogadoras femininas é a regra que obriga um  investimento mínimo e permanente nas categorias de base e no futebol feminino, por parte dos clubes, para que tenham suas dívidas renegociadas. 

Leia a íntegra do post de Dilma: 

“Hoje vi Marta, um dos orgulhos do nosso futebol, chorar numa entrevista ao Globo Esporte. Marta é uma das maiores personalidades do esporte nacional. Fiquei comovida com seu desabafo sobre como é difícil para uma atleta feminina sobreviver no país. Ela reclama da ‘luta constante’ para que talentos se sobressaiam no futebol feminino. Marta está correta. Os clubes no Brasil ainda não apostam em equipes femininas.

Apresentamos uma medida provisória para mudar esse cenário. Na MP do Futebol, novas regras vão permitir aos clubes condições para renegociar suas dívidas. Em troca, os clubes terão de investir no futebol feminino, mantendo e incentivando as equipes e as atletas.

Precisamos de mais talentos como a Marta, exemplo de mulher guerreira e vencedora. Vamos abrir os caminhos do esporte às meninas de uma nova geração do futebol nacional”. 

Foto: Rafael Ribeiro/CBF 

 



No artigo

x