Relator do projeto da terceirização diz que deu “muita risada” dos protestos

Em entrevista, o deputado Arthur Maia (SD-BA) ridicularizou as manifestações contra o projeto de lei 4.330/04; em Brasília, confrontou entre polícia e ativistas terminou com vários feridos.

1081 0

Em entrevista, o deputado Arthur Maia (SD-BA) ridicularizou as manifestações contra o projeto de lei 4.330/04; em Brasília, confrontou entre polícia e ativistas terminou com vários feridos

Por Redação

O deputado Arthur Maia (SD-BA), relator do projeto de lei que regulamenta a terceirização de trabalhadores, afirmou ter dado “muita risada” dos protestos organizados por centrais sindicais nesta terça-feira (7). Em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, ele ironizou a convocação da Central Única dos Trabalhadores para as manifestações. “A CUT já é uma terceirização do PT na luta sindical. Não entendo eles serem contra”, disse.

“Dei muita risada. Uma manifestação que reúne apenas 400 pessoas em São Paulo deve ser considerada um grande fracasso”, afirmou. Porém, os atos ridicularizados pelo deputado tiveram um fim nada engraçado. Em Brasília, representantes de centrais sindicais e movimentos sociais foram atacados pela Polícia Legislativa e pela Polícia Militar. Várias pessoas saíram machucadas.

Segundo informações da Câmara dos Deputados, o Departamento Médico da instituição (Demed) realizou sete atendimentos de emergência. Nelson Camesin, do Sindicato dos Bancários, inclusive precisou ser encaminhado ao Hospital Regional da Asa Norte (HRAN), com um corte na cabeça. O deputado Vicentinho (PT-SP) também esteve entre os feridos. Após ser atingido por spray de pimenta nos olhos, ele foi recebido por um médico oftalmologista do Demed e passa bem.

Foto de capa: Agência Câmara e CTB

 

 



No artigo

x