Almanaque feminista gratuito é lançado online

Com a proposta de ajudar mulheres de todas as idades a entenderem o feminismo e como o movimento as beneficia, deixando de lado preconceitos comuns contra a causa, instituições feministas lançam o Almanaque D’Elas,...

2373 0

Com a proposta de ajudar mulheres de todas as idades a entenderem o feminismo e como o movimento as beneficia, deixando de lado preconceitos comuns contra a causa, instituições feministas lançam o Almanaque D’Elas, disponível gratuitamente online

Por Jarid Arraes

O preconceito contra feministas ainda é muito comum. Por isso, devido aos equívocos e ataques direcionados ao movimento, muitas mulheres acabam não percebendo que, em muitos casos, seus ideais de igualdade são os mesmos ideais pelos quais lutam as feministas.

Imagem: Divulgação
Imagem: Divulgação

Pensando nisso, a Rede Nacional Feminista de Saúde, Direitos Sexuais e Reprodutivos, a Casa da Mulher Catarina e o Fundo Social ELAS lançaram, no dia 30 de Março, o Almanaque D’Elas – uma proposta acessível e divertida para que o público compreenda o que é o feminismo e suas reivindicações.

“O Almanaque D’Elas traz o mundo do feminismo para quem tem sede de informação de qualidade, sem perder o bom gosto e o humor. Quer conhecer a trajetória de feministas históricas no mundo? Quem foram as mulheres que mudaram o mundo para melhor? Quer saber mais sobre as conquistas feministas no campo dos direitos humanos, direitos civis e direitos fundamentais? Está tudo aqui, em uma linguagem acessível, objetiva e gostosa de ler”, explica o portal da Rede.

A publicação, que será distribuída para 12 estados brasileiros entre várias regiões do país, também está disponível online e pode ser baixada gratuitamente para que se torne ainda mais acessível a todos os públicos.

Além do texto introdutório “Você é feminista ou sabe o que é feminismo?” de autoria da escritora Clara Averbuck, o Almanaque conta com tirinhas, piadas, ilustrações divertidas, jogos e fatos históricos sobre os movimentos de mulheres no Brasil.

Para ler e fazer o download do Almanaque D’Elas, basta acessar a página da Rede Feminista de Saúde.

Foto de capa: Reprodução



No artigo

x