Mais uma vez Eduardo Cunha é alvo de “escracho” em Assembleia Legislativa

Dessa vez, o protesto contra o presidente da Câmara dos Deputados foi na Assembleia Legislativa da Paraíba; novamente, as vaias e cartazes contra a homofobia e o PL da terceirização fizeram os manifestantes serem expulsos das galerias

551 0

Desta vez, o protesto contra o presidente da Câmara dos Deputados foi na Assembleia Legislativa da Paraíba; novamente, as vaias e cartazes contra a homofobia e o PL da terceirização fizeram os manifestantes serem expulsos das galerias

Por Redação 

Já está virando rotina para o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB), ser alvo de escrachos e protestos todas as vezes que comparece a uma Assembleia Legislativa estadual. Depois de São Paulo e Rio Grande do Sul, foi a vez da população da Paraíba mostrar sua indignação contra Cunha na manhã desta sexta-feira (10).

Antes mesmo de Eduardo Cunha (PMDB) ter sua vez de falar, as dezenas de manifestantes – entre juventude, ativistas LGBT, movimentos sociais e sindicalistas – que estavam nas galerias do plenário promoveram um “apitaço” para chamar a atenção dos parlamentares.

Com gritos de “Fora Cunha” e cartazes contra o PL da terceirização e contra a homofobia, os manifestantes entraram em confronto com a segurança da Casa. O presidente da Assembleia, então, decidiu interromper a sessão e retirar os manifestantes das galerias. O protesto, no entanto, continuou na parte de fora.

 

Manifestantes promoveram um apitaço (Foto: ClickPB)
Manifestantes promoveram um apitaço (Foto: ClickPB)

A presença de Cunha nas Assembleias Legislativas faz parte do programa “Câmara Itinerante”, que tem levado o presidente aos estados para participar de audiências públicas junto a parlamentares e à população local. A revolta das pessoas para com o peemedebista, no entanto, não permitiu que nenhuma das sessões fossem acompanhadas pelo público.



No artigo

x