Para alertar sobre desigualdade salarial, restaurante cobra 30% a mais de homens

Campanha surpreendeu ao chamar a atenção para a diferença no salário de homens e mulheres no Brasil, assista ao vídeo.

1684 0

Campanha surpreendeu ao chamar a atenção para a diferença no salário de homens e mulheres no Brasil; assista ao vídeo

Por Maíra Streit

Ao abrirem o menu de um restaurante em São Paulo, os clientes tiveram uma surpresa: todos os pratos e bebidas estavam 30% mais caros para os homens. A ação fez parte de uma campanha intitulada “The Unfair Menu” (Menu Injusto, em tradução livre para o português), que buscou chamar a atenção para a desigualdade nos salários de homens e mulheres.

Camila Gurgel, da agência Agnelo Comunicação, foi uma das idealizadoras da intervenção e ressalta que, no Brasil, as mulheres recebem 30% a menos do que seus colegas homens, desempenhando as mesmas funções. Pensando nisso, ela defende o engajamento da publicidade em assuntos de interesse social e afirma que o público está bastante exigente nesse sentido.

“Questionar os direitos das mulheres já tomou proporções mundiais e é discutido em todos os lugares. O público está cada vez mais rigoroso e as empresas precisam se retratar frequentemente por campanhas ofensivas”, explicou. “Escolhemos um tema que é muito sério no país e pensamos em uma forma criativa de levantar o debate e fazer com que as pessoas comecem a pensar sobre o assunto”.

A princípio, os clientes que caíram na “pegadinha” se mostraram indignados com a diferença nos preços. Mas, ao serem avisados sobre o propósito da iniciativa, passaram a apoiar a ideia. Segundo a agência, a taxa dos 30% não chegou a ser cobrada e foi apenas uma forma de provocar a reflexão sobre o problema da desigualdade de gênero. Em cinco dias, o vídeo já contou com quase 28 mil visualizações.

Assista abaixo:



No artigo

x