Estudante do Paraná lança ‘Rixa, o jogo’

O game propõe o desafio de ser uma professora que tenta fazer protesto sem ser atingida por balas de borracha e mordidas de cães; no dia de estreia, o site já contou com cerca de 20 mil acessos.

1571 0

O game propõe o desafio de ser uma professora que tenta fazer protesto sem ser atingida por balas de borracha e mordidas de cães; no dia de estreia, o site já contou com cerca de 20 mil acessos

Por Maíra Streit

O estudante de publicidade Jonathan Soares, de 18 anos, resolveu fazer uma crítica ao governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), de uma forma inusitada. O morador da cidade de Londrina criou um jogo inspirado na ação de policiais militares contra professores que ocorreu na última semana, com centenas de pessoas feridas.

O game, lançado ontem (4), foi batizado de “Rixa, o Jogo” e propõe o desafio de ser uma professora que tenta fazer protesto sem ser atingida por balas de borracha e mordidas de cães. No início da tarde desta terça-feira, o jogo estava fora do ar, mas Jonathan explicou que o servidor caiu por causa da quantidade de acessos e logo deve voltar ao normal. Com menos de 24 horas após a estreia, o site foi visitado cerca de 20 mil vezes.

Ele disse que começou a colocar a ideia em prática no último fim de semana, motivado pela indignação diante da postura truculenta da PM. “Um dia após a ação da polícia lá em Curitiba, conversei com um amigo: ‘Cara, olha isso tudo. Precisou chegar a esse ponto para que o fato fosse noticiado no Brasil todo. Minha mãe mora em São Paulo e, no mês passado, ela nem ficou sabendo da greve que estava rolando. Eu quero fazer alguma coisa’”, contou.

Alguns usuários classificaram o game como “bastante difícil”, mas o criador afirma que essa era a intenção. “Uma frase do jogo é ‘Ser uma professora em greve não é pra qualquer um’”, destacou. “Mas uma galera já comenta: ‘Protestar em Curitiba deve ser pior’”, complementou.

Foto de capa: Reprodução



No artigo

x