Secretário de Educação do Paraná pede demissão após protesto de professores

O pedido foi formalizado uma semana após a ação da Polícia Militar (PM) durante protesto dos professores da rede estadual de ensino, em Curitiba, resultando em mais de 200 feridos

596 0

O pedido foi formalizado uma semana após a ação da Polícia Militar (PM) durante protesto dos professores da rede estadual de ensino, em Curitiba, resultando em mais de 200 feridos

Por Luciano Nascimento, da Agência Brasil

O secretário de Educação do Paraná, Fernando Xavier, pediu hoje (6) demissão do cargo por motivos pessoais, informou em nota a secretaria. O pedido foi formalizado uma semana após a ação da Polícia Militar (PM) durante protesto dos professores da rede estadual de ensino, em Curitiba, resultando em mais de 200 feridos.

Os professores reuniram-se no último dia 29, no Centro Cívico, em frente à Assembleia Legislativa do Paraná, contra projeto de lei que alterou o fundo previdenciário dos servidores públicos estaduais. Desde o dia 25 de abril, os professores estaduais estão em greve. A principal reivindicação da categoria é a revogação do projeto, aprovado na quarta-feira (29) e sancionado no dia seguinte (30) pelo governador Beto Richa (PSDB).

Ontem (5), os professores fizeram assembleia e, por unanimidade, decidiram pela manutenção da greve. Eles também reinvindicam reajuste de 13,1% retroativo à data-base, realização de concurso público e melhores condições de trabalho. Antes da assembleia, eles realizaram um ato de repúdio à repressão policial, reunindo, segundo os organizadores, 15 mil pessoas. A PM estimou em 10 mil o número de manifestantes.

De acordo com a assessoria de comunicação do governo, a professora Ana Seres Trento Comim substituirá Xavier no cargo. Formada em matemática pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná (PUC-PR), ela ocupava o cargo de superintendente da Secretaria de Educação.

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil



No artigo

x