Elite adere ao “panelaço gourmet”

Os ativistas mais preguiçosos ganharam uma ajuda extra da tecnologia para se manifestar sem sair do sofá. “Queríamos achar uma maneira mais elegante de fazer um protesto”, diz criador do aplicativo que reproduz sons de panelas em iPhones e iPads.

575 0

Os ativistas mais preguiçosos ganharam uma ajuda extra da tecnologia para se manifestar sem sair do sofá. “Queríamos achar uma maneira mais elegante de fazer um protesto”, diz criador do aplicativo que reproduz sons de panelas em iPhones e iPads

Por Redação

A ideia de ir para a rua munido de faixas, bandeiras e ficar horas debaixo de sol e chuva para manifestar uma indignação política não é vista com muito entusiasmo por parte da população, como pôde ser percebido na última terça-feira (5) nos atos contra o governo. A verdade é que protestar nunca foi tão fácil. Hoje em dia, os ativistas mais preguiçosos ganharam uma ajudinha extra da tecnologia e não precisam sequer levantar do sofá.

Prova disso é o aplicativo iPanelaço, criado pela agência de publicidade e propaganda Casa de Ideias, de São Luís, no Maranhão. Não por acaso, o dono da empresa é Marcelo Jereissati, primo de segundo grau do senador Tasso Jereissati (PSDB-CE). Em entrevista ao portal G1, ele afirmou que a invenção foi uma tentativa de facilitar a vida daqueles que pretendem participar dos atos. “Queríamos achar uma maneira mais elegante de fazer um protesto”, disse.

O aplicativo promete seis tipos de utensílios e sons, que vão desde peças um tanto enferrujadas até frigideiras antiaderentes. Já na plataforma Android, pelo menos outros cinco programas simulam o barulho de panelas e até mesmo ‘vuvuzelas’. “Não estrague suas panelas para manifestar sua opinião”, sugere a descrição de um dos aplicativos. Parece que os manifestantes estão dispostos a tudo para criticar o governo, desde que isso não demande muito esforço.

Foto de capa: Divulgação



No artigo

x