Protesto contra Dilma reúne 20 ‘paneleiros’ em São Paulo

Ela foi recebida pelo grupo ao chegar a um casamento em que era madrinha; na saída, apesar do isolamento da área, um dos manifestantes conseguiu se aproximar do carro onde estava a presidenta e bater na porta do veículo.

703 0

Ela foi recebida pelo grupo ao chegar a um casamento em que era madrinha; na saída, apesar do isolamento da área, um dos manifestantes conseguiu se aproximar do carro onde estava a presidenta e bater na porta do veículo

Por Redação

Ao chegar ao restaurante Leopolldo, em São Paulo, para a festa de casamento dos médicos Roberto Kalil Filho e Claudia Cozer no último sábado (9), a presidenta Dilma Rousseff foi recebida por cerca de vinte pessoas do lado de fora, algumas delas batendo panelas e gritando frases como “Fora, PT”. Membros dos movimentos Acorda Brasil, Liberta Brasil e Vem Pra Rua participaram do ato.

Dilma – que foi uma das madrinhas dos noivos -, saiu da festa por volta de 22h40. Apesar do isolamento da área, um dos manifestantes conseguiu se aproximar do carro onde estava a presidenta e bater na porta do veículo. As informações são do jornal Valor Econômico.

Entre os convidados da festa, estavam o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB); o prefeito da capital, Fernando Haddad (PT); o senador José Serra (PSDB-SP); o presidente nacional do PT, Rui Falcão; os ministros da Casa Civil, Aloizio Mercadante, e da Justiça, José Eduardo Cardozo; e o cantor Gilberto Gil, entre outras personalidades.

Foto de capa: Reprodução



No artigo

x