Feministas lançam revista feminina gratuita

Há centenas de revistas femininas que não são feitas, de fato, para as mulheres: com pautas que visam construir uma mulher ideal para os homens, colocando incontáveis defeitos nas leitoras e tentando vender produtos...

1231 0

Há centenas de revistas femininas que não são feitas, de fato, para as mulheres: com pautas que visam construir uma mulher ideal para os homens, colocando incontáveis defeitos nas leitoras e tentando vender produtos que convenientemente “corrigem” esses supostos defeitos, o mercado de revistas femininas parece não se importar nem um pouco com o real bem estar das mulheres.

Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

Cansadas da lamentável situação em que se encontram as revistas femininas, as mulheres da Revista AzMina resolveram lançar uma publicação gratuita, recheada com tudo aquilo que ainda não dá para encontrar nas bancas. A proposta da Revista AzMina é caber nos celulares, tablets e computadores livremente, oferecendo conteúdo de qualidade num esforço constante de garantir que todas as mulheres se sintam representadas e escutadas pela revista.

Por isso, AzMina conta propostas voltadas para mulheres de todos os corpos, sejam magras ou gordas, cis ou trans, além de incluir mulheres de todas as orientações sexuais, incluindo as lésbicas. A ideia também é ter ensaios de moda, mas com modelos diversas e propostas acessíveis, não apenas peças caríssimas que só servem em mulheres magras.

O detalhe é que pra tudo isso acontecer e para que o conteúdo chegue gratuitamente a todas que desejarem, a Revista AzMina precisa de apoio. Com a criação do financiamento coletivo, é possível contribuir com valores a partir de R$ 10,00 e ganhar recompensas pela doação. Aliás, duas categorias de recompensas contam com cordéis da minha autoria sobre mulheres negras históricas no Brasil e, claro, falando contra padrões de beleza.

Na página da campanha é possível ver todos os detalhes e saber como ajudar. E se você não tem grana, pode e deve ajudar compartilhando esta publicação ou a própria página do financiamento para que outras pessoas conheçam a proposta e contribuam. O mais importante é apoiar projetos de mulheres para mulheres – assim, a gente garante uma transformação social efetiva e muito mais empoderamento para todas nós!

Confira o vídeo da campanha:


 

Foto de capa: Reprodução



No artigo

x