Agente da PF que usou caricatura de Dilma para tiro ao alvo é suspenso

Em 2014, o policial havia publicado no Facebook um desenho da presidenta cravejado de balas, com a legenda: “Assim fica fácil treinar”.

702 0

Em 2014, o policial havia publicado no Facebook um desenho da presidenta cravejado de balas, com a legenda: “Assim fica fácil treinar”

Por Redação

O agente da Polícia Federal Danilo Mascarenhas Balas pegou quatro dias de suspensão após usar uma caricatura da presidenta Dilma Rousseff como alvo no treino de tiro. Na semana passada, um documento interno afirmava que o processo administrativo disciplinar contra o agente estava prescrito e ele não seria punido. Porém, na segunda-feira (11), a PF mudou de ideia e decidiu pela suspensão.

“Aplica a pena disciplinar de quatro dias de suspensão ao servidor Danilo Mascarenhas Balas, (…) em razão de restar comprovado que publicou em sua página pessoal de rede social fotografia na qual aparece vestindo camiseta com o símbolo da Polícia Federal ao lado de alvo de treinamento de tiros com a caricatura da Presidente da República, fato que gerou exposição negativa do nome da Polícia Federal”, diz o texto assinado pelo superintendente da Polícia Federal em SP, Roberto Troncon, e pelo diretor-geral da PF, Leandro Daiello Coimbra.

A foto em questão foi publicada no dia 25 de abril de 2014, com a legenda: “Assim fica fácil treinar”. A imagem foi divulgada no grupo “Polícia Federal do Brasil”, que não é a página oficial da corporação, e foi apagada após a repercussão nas redes. A punição de Balas é encarada como uma forma de evitar uma afronta da PF ao Palácio do Planalto.

Foto de capa: Reprodução/Facebook



No artigo

x