Doações eleitorais da UTC para oposição e o PT em 2014 têm o mesmo valor

O fato de a empresa de Ricardo Pessoa ter doado o mesmo valor para PT e oposição dão base às declarações do ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Edinho Silva, em resposta à delação premiada de Pessoa à Procuradoria Geral...

679 0

O fato de a empresa de Ricardo Pessoa ter doado o mesmo valor para PT e oposição dão base às declarações do ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Edinho Silva, em resposta à delação premiada de Pessoa à Procuradoria Geral da República. O empreiteiro havia declarado ter sofrido pressão para doar R$ 7,5 milhões à campanha de Dilma, da qual o ministro foi tesoureiro

Por Brasil Notícia 

Informações do portal Às Claras, da Ong Transparência Brasil, baseadas nas declarações oficiais das receitas dos partidos políticos declaradas ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral) nas eleições de 2014, demonstram que a UTC Engenharia, do empreiteiro Ricardo Pessoa, fez doações aos dois principais partidos de Oposição – PSDB e DEM – com o mesmo valor remetido pela empreiteira ao PT.

Por esses dados, a UTC doou ao PSDB R$ 8.7 milhões em 2014 e R$ 4.7 milhões ao DEM.

Divulgação
Divulgação

Somadas, as doações da empreiteira de Ricardo Pessoa à Oposição resultam em R$ 13.4 milhões, exatamente o mesmo valor repassado ao PT.

O PSB, que teve dois candidatos, o falecido Eduardo Campos e Marina Silva, recebeu da UTC R$ 954 mil.

Esses números incluem os R$ 7,5 milhões doados à campanha de Dilma, em três parcelas, no momento em que a candidata do PT à reeleição liderava a disputa no primeiro turno com folga. Para o comitê financeiro de Aécio, a UTC doou R$ 3 milhões.

Mas, durante o segundo turno da eleição presidencial, apenas Aécio Neves recebeu mais R$ 2 milhões da UTC, fato que pode demonstrar a opção política de Ricardo Pessoa.

Estes fatos dão base às declarações do ministro da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Edinho Silva, em resposta à declaração de Pessoa, em delação premiada à Procuradoria Geral da República, assinada ontem (13). O empreiteiro declarou ao MPF ter sofrido pressão para doar R$ 7,5 milhões à campanha de Dilma, da qual o ministro foi tesoureiro.

O ministro declarou ter sido um “tesoureiro de campanha como todos os demais tesoureiros que exerceram essa função”. “Procuraram empresários brasileiros e doações foram feitas, todas elas legais e declaradas legalmente”, acrescentou.

Documentos oficias das receitas da campanha de Dilma entregues ao TSE revelam que as doações da UTC ao comitê financeiro de Dilma foram declaradas, como afirma o ministro Edinho Silva.

 15 maiores doadoras

Os mesmos dados do portal Às Claras alinham os valores das 15 maiores empresas doadoras nas eleições de 2014, e entre elas, as empreiteiras citadas na Operação Lava Jato.

Os números indicam que o partido que mais recursos levantou em 2014 foi o PSDB, com R$ 162 milhões. O PT aparece em segundo lugar, com R$ 138 milhões.

Foto: Reprodução/TV Globo 



No artigo

x